0

Corpo de estudante não tem sinais aparentes de afogamento

23 set 2014
10h28
atualizado às 11h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma análise preliminar e extraoficial dos peritos da Polícia Civil não indicou sinais aparentes de afogamento no corpo do estudante Victor Hugo Santos, 20 anos, encontrado nesta terça-feira na raia olímpica da Universidade de São Paulo (USP).  De acordo com as primeiras informações, uma denúncia anônima apontou  o local do corpo por volta das 7h. 

Segundo a perícia no local, o jovem apresentava alguns sinais leves de lesão, mas não compatíveis com lesões fatais. O resultado oficial da perícia será divulgado apenas após o corpo passar pelo Instituto Médico Legal.

A Polícia investiga tanto a hipótese de morte acidental como a de um possível crime. Seguranças e funcionários que trabalharam na festa devem ser ouvidos nos próximos dias.

Para o técnico do Centro de Práticas Esportivas da USP (Cepeusp), José Carlos Simon Farah, é difícil alguém entrar na raia olímpica durante a madrugada. “A raia é um espaço público, mas o acesso é restrito. Para entrar, é preciso de identificação. Estou aqui há 40 anos e pode até ter acontecido de alguém ter pulado a grade uma vez ou outra, mas nunca vi alguém pular, cair na água e morrer, mas tudo é possível”, disse.

O jovem cursava design gráfico no Senac e foi visto pela última vez na festa de 111 anos do Grêmio Politécnico da USP na sexta. “Ele foi visto pela última vez dentro da festa. Ele se afastou para comprar uma cerveja e nunca mais foi visto pelos amigos. No final da festa, todos estranharam o sumiço deles e os próprios amigos começaram a procurar”, disse a irmã do estudante, Bruna Costa.

A perícia da Polícia Civil foi enviada ao local para auxiliar na identificação do corpo e parentes do jovem também participam da ação.

Veja também:

Em 'live' com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro cita 'momento de ruptura'
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade