0

Moradores protestam na Rocinha após mototaxista ser baleado

29 out 2017
10h30
atualizado às 10h34
  • separator
  • 5
  • comentários

Um mototaxista foi baleado ontem (28) na comunidade da Rocinha, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, segundo informações de moradores divulgadas nas redes sociais. Por volta das 14h, moradores e  mototaxistas protestaram nas ruas da comunidade e na Auto-Estrada Lagoa-Barra, que liga a Barra da Tijuca à zona sul.

Os moradores divulgaram, nas redes sociais, que o motociclista foi baleado por policiais porque não ouviu a ordem deles para parar numa blitz, já que ele estava com um fone de ouvido.
Os moradores divulgaram, nas redes sociais, que o motociclista foi baleado por policiais porque não ouviu a ordem deles para parar numa blitz, já que ele estava com um fone de ouvido.
Foto: Jornal do Brasil

De acordo com o Centro de Operações da prefeitura, os manifestantes fecharam a Auto-Estrada Lagoa-Barra por cerca de 20 minutos, das 14h30 às 14h50.

Policiais e manifestantes entraram em confronto durante o protesto. Bombas de gás lacrimogêneo foram usados para a liberação da avenida.

Os moradores divulgaram, nas redes sociais, que o motociclista foi baleado por policiais porque não ouviu a ordem deles para parar numa blitz, já que ele estava com um fone de ouvido. A Polícia Militar, no entanto, não confirmou a versão dos moradores da comunidade.

A PM disse apenas que um homem deu entrada no Hospital Miguel Couto com um ferimento a bala, mas que ainda não há informações sobre as circunstâncias em que ele foi baleado.

Além dele, outros dois motociclistas ficaram feridos. Segundo a PM, esses dois estavam em uma moto e se acidentaram contra um muro quando fugiam de policiais, depois de desobedecerem a uma ordem de parada numa blitz do Batalhão de Choque. Eles também estão no Miguel Couto, internados sob custódia da PM.

Veja também:

 

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 5
  • comentários
publicidade