3 eventos ao vivo

Taxa que pode dobrar cobrança de água começa a valer em SP

8 jan 2015
08h28
atualizado às 08h36
  • separator
  • 0
  • comentários

A Arsesp, agência paulista que regula o saneamento básico no Estado, anunciou nesta quarta-feira uma sobretaxa para quem aumentar o consumo de água na Grande São Paulo. Segundo o jornal Folha de S. Paulo,  a Arsesp mudou a metodologia e fixou uma cobrança extra de 40% a 100% referente aos gastos com a água, mas não com esgoto, que equivale a metade da fatura enviada pela Sabesp.

Nova taxa começa a a ser cobrada nesta quinta-feira
Nova taxa começa a a ser cobrada nesta quinta-feira
Foto: Agência Senado

Segundo a nova regra, quem recebe atualmente uma conta de R$ 100 (R$ 50 pela água e R$ 50 pelo esgoto),  por exemplo,  poderá pagar até R$ 150 (R$ 100 pela água e R$ 50 pelo esgoto) caso exceda em mais de 20% a sua média de gastos entre fevereiro de 2013 e janeiro de 2014. A sobretaxa será aplicada na quantia da água consumida a partir de hoje.

O projeto inicial de Geraldo Alckmin indicou uma sobretaxa de 20% (para quem aumentar seu consumo em até 20%) e de 50% (para quem elevar acima de 20%) referente tanto ao serviço de água como ao de esgoto, mas esses números foram revistos pela agência.  Embora esses valores de reajuste tenham subido para 40% e 100%, respectivamente, na prática, segundo a Arsesp, os impactos no bolso dos moradores serão iguais aos propostos por Alckmin, já que se referem apenas ao consumo de água e excluem a conta de tratamento de esgoto.

Além da taxa, a agência aprovou também uma medida que obriga a Sabesp a divulgar, com 24 horas de antecedência, os locais que poderão ter falta de água devido às reduções de pressão na rede. A assessoria da Sabesp foi procurada pelo jornal na noite de ontem, mas não retornou até o fechamento da reportagem.

Está passando por problemas com a água em sua cidade? Mande relatos, fotos e vídeos para nós pelo vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra, clicando aqui, ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade