PUBLICIDADE

Sistema Cantareira sobe pelo 15º dia seguido e atinge 16,3%

Sem contar o primeiro volume morto, o manancial opera com 12,6% de sua capacidade

21 mar 2015 13h48
| atualizado às 14h13
ver comentários
Publicidade
<p>Volume de chuvas nas represas do Sistema Cantareira em março já superou a média para o mês</p>
Volume de chuvas nas represas do Sistema Cantareira em março já superou a média para o mês
Foto: Gabriel Câmara / Futura Press

Pelo décimo quinto dia consecutivo, o nível do Sistema Cantareira, maior manancial de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, voltou a subir nesta sexta-feira, passando de 16% para 16,3%, incluindo a primeira cota do volume morto, de acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Desconsiderando o volume captado na reserva técnica, o nível do sistema passou de 12,4% para 12,6%. Segundo a Sabesp, o estoque de água no Cantareira corresponde hoje a 160,1 bilhões de litros de água.

O volume de chuva nas represas do sistema já ultrapassou a média histórica para o mês. Até este sábado, choveu 180,6 mm no sistema. A média para o período é 178mm.

O nível dos demais sistemas administrados pela Sabesp também subiu. O Guarapiranga aumentou de 79,5% para 81,5%. O Alto Tietê passou de 22,4% para 22,5% e o Alto Cotia, de 60,1% para 61,5%. Os sistemas Rio Grande e Rio Claro saltaram, respectivamente, de 97,8% para 98% e de 41% para 41,1%. 

Cantareira só deixará volume morto com 100 dias de chuva:

Agência Brasil Agência Brasil
Publicidade
Publicidade