PUBLICIDADE

Quem é o empresário suspeito de dirigir Porsche que causou acidente com morte em SP

Empresário de 25 anos tem participação em quatro empresas da família; ele atua no mercado imobiliário e de materiais de construção civil

1 abr 2024 - 14h28
(atualizado às 14h51)
Compartilhar
Exibir comentários
Fernando Sastre Filho
Fernando Sastre Filho
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, de 25 anos, é o suspeito de provocar um acidente de trânsito que matou um motorista de aplicativo, de 52 anos, no domingo, 31. Segundo apurado pelo jornal O Estado de São Paulo, ele atua no mercado imobiliário e de materiais de construção civil, e teria participação em quatro empresas da família.

Fernando é suspeito de dirigir um Porsche, avaliado em mais de R$ 1 milhão, que bateu na traseira de um Renault Sandero, e matou o motorista em uma avenida no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo. Ele fugiu logo após o acidente, e continua procurado pela Polícia. 

Dentro do rol de empresas da família, o nome do empresário figura como um dos sócios da empresa incorporadora Sastre Empreendimentos Imobiliários. Além das atividades de incorporação, a empresa também se dedica à compra, venda, locação e loteamento de propriedades imobiliárias.

Motorista da Porsche fugiu logo após o acidente
Motorista da Porsche fugiu logo após o acidente
Foto: Reprodução/Globo News

O quadro societário é composto por quatro indivíduos, todos membros da mesma família. Fundada em outubro de 2020, a empresa tem sua sede na capital paulista, com um investimento inicial declarado de R$ 430 mil.

Outro empreendimento da família é a F. Andrade, especializada na comercialização de materiais e suprimentos para a construção civil. Trata-se de uma empresa classificada como de pequeno porte, também com base em São Paulo. Conforme registrado no boletim de ocorrência, a empresa é a proprietária do Porsche Carrera envolvido no acidente.

De acordo com o jornal O Globo, Fernando Filho nasceu em 1999 e atualmente está matriculado no curso de engenharia na Universidade Presbiteriana Mackenzie. O pai dele, Fernando Sastre de Andrade, também é sócio em pelo menos outras três empresas do setor da construção, como a loja de materiais Irmãos Andrade, situada no Parque Paineiras, e o Comércio de Ferro e Material Para Construção F. Andrade.

O Terra tenta localizar a defesa de Fernando Sastre de Andrade Filho. O espaço segue aberto para manifestações. 

Vídeo mostra o momento em que Porsche bate em carro de motorista de aplicativo em SP:

Como e onde ocorreu o acidente 

A colisão traseira ocorreu por volta das 2h de domingo, na Avenida Salim Farah Maluf, na capital paulista. Testemunhas informaram à Polícia Civil que o empresário de 25 anos, que conduzia o Porsche, seguia em alta velocidade pela via, que tem limite de 50 km/h, e ao fazer uma ultrapassagem, perdeu o controle. 

Neste momento, ele teria batido contra a traseira do Sandero, conduzido por um motorista de aplicativo. O condutor do Renault chegou a ser socorrido em parada cardiorrespiratória para o Hospital Tatuapé. Ele morreu por causa de "traumatismos múltiplos". 

O passageiro do Porsche, de 22 anos, também ficou ferido e foi levado ao Hospital São Luiz, onde permanece em atendimento.

Motorista de Porsche bate em Sandero, mata motorista por aplicativo e foge em SP
Motorista de Porsche bate em Sandero, mata motorista por aplicativo e foge em SP
Foto: Reprodução/Rômulo D'Ávila/TV Globo

Motorista fugiu

Policiais militares que atenderam ao caso informaram à Polícia Civil que a mãe de Andrade Filho compareceu ao local e disse que levaria o filho ao Hospital São Luiz, localizado no Ibirapuera, para tratar de um ferimento na boca. 

Quando os agentes foram até ao hospital para fazer o teste do bafômetro e colher sua versão do acidente, eles não encontraram nenhum dos dois.

Em nota ao Terra, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a prioridade em casos de acidentes de trânsito é garantir o resgate das vítimas e preservar o local do acidente --o que foi feito pelos PMs. Os policiais também fizeram diligências na residência do suspeito, mas ele não foi encontrado. A defesa do suspeito não foi localizada. 

Quem são as vítimas

O condutor do Sandero que morreu após a colisão é Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos. Ele atuava como motorista de aplicativo em São Paulo. 

Outro rapaz, que ocupava o banco do carona, tem 22 anos, e foi levado ao Hospital São Luiz, onde permanece em atendimento. O estado de saúde dele é desconhecido. 

Registro

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, Andrade Filho está sendo investigado por "homicídio culposo e lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, além de fugir do local do acidente".

O caso foi registrado e é investigado pelo 30º DP. A Polícia Militar analisará a dinâmica da ocorrência para identificar eventual erro no procedimento operacional. (*Com informações do Estadão Conteúdo)

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade