8 eventos ao vivo

2 crianças morrem soterradas após temporal no Espírito Santo

Meninos de 11 e 10 anos tiveram casas atingidas nas cidades de Conceição do Castelo e Iúna; 12 municípios estão em estado de alerta

25 jan 2020
14h49
atualizado às 17h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Duas crianças morreram soterradas na madrugada deste sábado, 25, no Espírito Santo. Assim, segundo o último relatório divulgado pela Defesa Civil, subiu para nove o número de mortos no Estado em decorrência das fortes chuvas que atingem a região nas últimas semanas.

Foto: Reprodução/ Twitter @EstadaoSaoPaulo

Lucas Almeida Zucon, de 11 anos, morreu enquanto dormia no quarto da sua casa, na cidade de Conceição do Castelo. O local foi atingido pela enxurrada de água e lama. Os pais estavam no quarto ao lado. Quando acordaram, o menino já estava sem vida.

"A família estava dormindo e só perceberam hoje de manhã. Eles não ouviram nenhum barulho e, quando foram ver a criança, ela já estava em óbito", disse o prefeito de Conceição do Castelo, Christiano Spadetto (MDB).

Outro garoto morreu soterrado em Iúna, na região do Caparaó, após o desabamento de uma residência. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a ocorrência foi na localidade do Córrego dos Pilões. O menino, de 10 anos, era portador de deficiência. Os bombeiros e a Defesa Civil foram acionados, mas o acesso ao local dificultou o socorro.

Ainda na cidade, no distrito de Perdição, policiais tiveram ajuda da população durante resgate de várias pessoas em uma rua que transformou-se em rio. Em um vídeo, é possível ver moradores quase sendo levados pela enxurrada.

Veja o vídeo:

Ao todo, 12 cidades do sul do Espírito Santo estão em alerta. Há previsão de chuva forte de até 60 milímetros de água em várias regiões. O governo informou que o número de desalojados passou para 3.678; e os desabrigados já somam 149.

Voluntários, além de vários órgãos municipais e estaduais, estão ajudando na limpeza das regiões atingidas pela chuva e também com doações.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade