0

Bolsonaro: Macron "potencializa ódio do Brasil por vaidade"

Brasileiro e francês têm trocado farpas sobre 'caso Amazônia'

23 ago 2019
18h17
atualizado às 18h36
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro rebateu seu homólogo francês, Emmanuel Macron, nesta sexta-feira (23) e disse que o líder europeu potencializa "ódio contra o Brasil por mera vaidade". Em uma publicação no Twitter, o brasileiro lamentou que Macron tenha o chamado de "mentiroso" e ainda criticou que o chefe de Estado francês publicou uma imagem antiga da Amazônia como se fosse atual.

Foto: Lucas Rezende / Futura Press

"Lamento a posição de um chefe de Estado, como o da França, se dirigir ao presidente brasileiro como 'mentiroso'. Não somos nós que divulgamos fotos do século passado para potencializar o ódio contra o Brasil por mera vaidade. Nosso país, verde e amarelo, mora no coração de todo o mundo", escreveu na rede social. Por fim, "como chefe de uma das maiores democracias do mundo", Bolsonaro desejou "paz e felicidades" ao povo francês.

Ontem (22), Macron considerou as recentes queimadas na Floresta Amazônica como uma emergência internacional e pediu que a situação fosse debatida durante a cúpula do G7. Bolsonaro, por sua vez, chegou a dizer que o presidente da França adotou um "tom sensacionalista" e representava uma "mentalidade colonialista".

Na manhã desta sexta-feira (23), o governo da França anunciou que "se opõe" ao acordo entre a União Europeia (UE) e Mercosul devido à "atitude do Brasil nas últimas semanas" e acusou Bolsonaro de "mentir" em seu discurso no G20 de Osaka sobre as ações de sua gestão para preservar a Amazônia.

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade