PUBLICIDADE

Aventura e mistério em 'The Mosquito Coast', que chega à Apple TV+

História, baseada no livro 'A Costa do Mosquito', mostra a saga da família Fox, que foge dos EUA por motivos misteriosos

3 mai 2021 05h10
ver comentários
Publicidade

O ator Justin Theroux (The Leftovers) conhecia bem o livro A Costa do Mosquito, publicado originalmente em 1981 - afinal, ele tinha sido escrito por seu tio Paul Theroux. Mas foi um "acidente feliz" sua presença no elenco da série The Mosquito Coast, cujos dois primeiros episódios já estão disponíveis no Apple TV+. "Eu li o primeiro roteiro e adorei sua versão da história", disse o ator em evento da Associação de Críticos de Televisão, realizada por videoconferência. "Meu personagem, Allie, é visto por um prisma um pouco diferente e tem um desenvolvimento bastante interessante."

Allie é uma espécie de Professor Pardal, um inventor incompreendido que faz gelo a partir do fogo e não deixa passar a oportunidade de encontrar e criar algo se puder não dar dinheiro a empresas e ao governo. Allie também é antissistema, criticando o que os Estados Unidos se tornaram, um país baseado no consumismo exagerado. Num dos diálogos, ouve-se: "As pessoas comem quando não têm fome, bebem quando não estão com sede, compram o que não precisam e jogam fora tudo o que é útil".

Ele também proíbe sua mulher, Margot (Melissa George), e seus filhos, Dina (Logan Polish) e Charlie (Gabriel Bateman), de verem televisão ou usarem o celular. Nesse caso, não apenas por querer ficar fora do mapa, mas porque está sendo procurado pelo FBI. A razão é um mistério que o casal esconde até mesmo de seus dois adolescentes. Uma hora eles não têm mais como se esconder e resolvem fugir para o México. "A intenção era que a jornada fosse o destino", explicou o diretor Rupert Wyatt no mesmo evento. "E a grande diferença em relação ao livro é justamente que a família não sai do país voluntariamente."

Na verdade, The Mosquito Coast, a série, é uma espécie de "prequel" de A Costa do Mosquito, o livro, que foi adaptado de maneira bem fiel num filme de 1986 estrelado por Harrison Ford e Helen Mirren. Tanto no romance quanto no longa-metragem, a maior parte da ação se dá depois da chegada da família Fox a uma floresta tropical, que eles acreditam ser o paraíso e onde o comportamento do patriarca começa a ficar mais errático.

The Mosquito Coast mostra mais a vida dos Fox antes de ter de partir e durante a viagem também - eles vão no sentido contrário de tantos latino-americanos que tentam fazer a perigosa travessia da fronteira dos Estados Unidos com o México, em pleno deserto. Tudo porque, lógico, a ideia é que haja mais temporadas.

Inspiração na própria família

O criador e showrunner Neil Cross contou que sua ideia era fazer uma adaptação que honra o livro, do qual se diz fã. "Eu nunca conheci Paul Theroux, ao contrário do Justin, mas tenho uma relação longa com ele. Eu o conheço por meio de seus livros", disse Cross. "Por isso, queria que a série também se engajasse com sua visão de mundo, com os romances que escreveu e seus textos de viagens também."

Claro que Justin Theroux não demorou a ligar para o "tio Paul" quando conseguiu o papel. "Seria idiota não aproveitar a chance de explorar o material original e o homem que o escreveu", disse o ator. "Se fosse outro autor, eu teria me sentido muito mais intimidado." O ator também contou que certos aspectos de Allie possivelmente são inspirados em familiares.

"Tenho um conhecimento íntimo de certos aspectos de Allie Fox porque sempre foi nossa suspeita, ou pelo menos minha, de que ele era livremente inspirado em certos membros da nossa família. Meu avô, principalmente, que era meio frugal. E isso foi corroborado." Theroux contou que se lembra de ser levado pelo avô a lixões para catar tudo o que fosse útil - algo que Allie faz com Charlie na série.

O que o ator não fez foi assistir novamente ao filme. "Eu vi muitas vezes desde minha adolescência, e Harrison Ford fez um trabalho tão maravilhoso que eu não queria nem tentar chegar perto de como ele interpretou o personagem", contou Theroux. Mas, por coincidência, Ford estava no mesmo hotel na Cidade do México quando eles estavam gravando The Mosquito Coast lá.

"Tivemos um jantar maravilhoso, regado a tequila, em que conversamos à beça, mas não muito sobre o personagem", disse Theroux. "Falamos mais sobre sua experiência de fazer o filme, que ele descreveu como uma das mais maravilhosas que teve, inclusive em termos de locações."

A atriz australiana Melissa George (Alias, Grey's Anatomy) acha que dá para entender totalmente a vontade de viver uma aventura dessas. "Muitas famílias sonham em se desenraizar e se estabelecer num lugar paradisíaco, vivendo sob suas próprias regras, segundo seus ideais", disse ela. "E foi bacana poder dar a Margot uma relevância maior do que ela tinha inclusive no livro." Margot sofre com o jeito de agir e pensar do marido, mas é uma parceira forte.

Em entrevista ao jornal The New York Times, Paul Theroux disse que acha os dias de hoje muito parecidos com os da época em que o livro foi escrito, no fim dos anos 1970, com a economia em frangalhos, muita gente querendo deixar seus lugares de origem ou desiludidos com o estado das coisas. Allie é crítico do seu país e acredita que é capaz de construir os Estados Unidos dos seus sonhos em outro lugar. O problema é que, como um rapaz lhe diz na série, Allie não entende que ele pode odiar os Estados Unidos, mas, essencialmente, ele é os Estados Unidos. O país, sua cultura e sua mentalidade sempre viajam com você.

Estadão
Publicidade
Publicidade