3 eventos ao vivo

Ambientalistas invadem mina de carvão na Alemanha

5 nov 2017
16h53
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um dia antes do início da cúpula do clima da ONU em Bonn, centenas de ativistas invadem área de extração de lignito para protestar contra o uso desse tipo de combustível.Centenas de ativistas invadiram neste domingo (05/11) a mina de carvão a céu aberto de Hambach, no oeste da Alemanha, para exigir o fim da utilização desse combustível fóssil. A ação ocorreu um dia antes do início da conferência da ONU para o clima, em Bonn.

A polícia alemã disse que a ação foi concretizada por um grupo de manifestantes que deixara um outro protesto, este legal, nas proximidades da mina e do qual participaram cerca de 2.500 pessoas, ou 4.500 segundo os organizadores.

Os ativistas denunciaram que o lignito, o tipo de carvão extraído dessa mina, é um dos mais poluentes e uma das maneiras mais sujas de se obter energia. Segundo eles, o uso de carvão faz com que a Alemanha não consiga cumprir suas metas de redução de emissões de gases do efeito de estufa.

Os ambientalistas vestiam macacões brancos como forma de chamar a atenção para os riscos do uso desse tipo de combustível. O protesto durou várias horas e acabou de forma pacífica.

A mina de Hambach, situada a cerca de 50 quilômetros a oeste de Bonn, foi aberta em 1978 e tem hoje uma profundidade de 370 metros. A área total é de 85 quilômetros quadrados, dos quais a metade é explorada. Todos os anos são extraídos 40 milhões de toneladas de lignito.

AS/efe/lusa/afp

Veja também:

Motociclista sofre fratura em pena após acidente de trânsito em Toledo
Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade