PUBLICIDADE

"Violência contra mulheres deve ser erradicada", alerta Papa

Mensagem foi divulgada para uma campanha contra a violência às mulheres organizada pela Rai Radio1 e Cadmi DIRe

9 nov 2023 - 15h52
(atualizado às 16h04)
Compartilhar
Exibir comentários
O argentino enfatizou que muitas "mulheres são esmagadas pelo peso e pela tragédia da violência"
O argentino enfatizou que muitas "mulheres são esmagadas pelo peso e pela tragédia da violência"
Foto: Reprodução: Instagram/franciscus

O papa Francisco alertou nesta quinta-feira (9) que a violência contra as mulheres é uma "erva venenosa" que deve ser erradicada da sociedade.

A mensagem foi divulgada para uma campanha contra a violência às mulheres organizada pela Rai Radio1 e Cadmi DIRe.

Violência contra mulher: conheça os 5 tipos Violência contra mulher: conheça os 5 tipos

"A violência contra as mulheres é uma erva venenosa que aflige a nossa sociedade e deve ser erradicada. E essas raízes são culturais e mentais, crescem no solo do preconceito, da posse, da injustiça", declarou o Pontífice.

O argentino enfatizou que muitas "mulheres são esmagadas pelo peso e pela tragédia da violência, são maltratadas, abusadas, escravizadas, vítimas da arrogância daqueles que pensam que podem ter o seu corpo e a sua vida à sua disposição" e são "forçadas a render-se à ganância dos homens".

Em sua declaração, Francisco apelou à sociedade para "não ficar indiferente", para "agir imediatamente, a todos os níveis, com determinação, urgência e coragem" para dar voz às "nossas irmãs sem voz".

"A forma como tratamos uma mulher mostra o nosso grau de humanidade", continuou ele.

O líder da Igreja Católica explicou que, "em muitos lugares e em muitas situações, as mulheres são obrigadas a ficar em segundo plano, consideradas 'inferiores', como objetos".

Para ele, "quando uma pessoa é reduzida a ser um objeto, sua dignidade não é mais vista".

Por fim, Francisco ressaltou o papel ambíguo desempenhado pelos meios de comunicação social e reiterou a necessidade urgente de uma educação, "a partir da família, que coloque o indivíduo com a sua dignidade no centro" e promova "relações justas e equilibradas baseadas no respeito e reconhecimento mútuos".

Ansa - Brasil   
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade