PUBLICIDADE

Sobrinho de Bolsonaro é condenado por agressão a mulher em festa

Vítima teve cabelo puxado e ainda foi arrastada pelo chão

12 set 2022 - 17h14
(atualizado às 18h58)
Compartilhar
Exibir comentários
Orestes Bolsonaro foi condenado
Orestes Bolsonaro foi condenado
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

Orestes Bolsonaro Campos foi condenado pela Justiça do Estado de São Paulo, por agredir uma mulher com quem mantinha relações em setembro de 2020. Orestinho, como é conhecido pela família, é sobrinho de Jair Messias Bolsonaro, então presidente da República. 

Na ocasião, o casal estava em uma festa em São Paulo, quando Orestes puxou o cabelo da vítima e a arrastou pelo chão, de acordo com a denúncia. 

Ana Caroline Figueiredo Alves relatou em depoimento que mantinha uma relação formal com o acusado e que ficavam ''de vez em quando''. Além disso, afirmou que ingeriu bebida alcóolica na festa e foi se deitar, quando pouco tempo depois, acordou sendo puxada e arrastada pelos cabelos. 

A vítima ainda afirmou que estava deitada em uma cama ao lado de um ex-namorado. Orestes negou as acusações e afirmou que ao entrar no quarto, viu a dupla se beijando. Ao ver a cena, afirmou que brigou com o homem e ao tentar invertir, Ana acabou sendo agredida com um empurrão. 

Contudo, a juíza Barbara Donadio Antunes Chinen alegou que os exames de corpo e delito não batiam com as falas do acusado. Assim, o condenou a quatro meses de detenção em regime aberto, além de pagamento do valor de R$15 mil por danos morais para a vítima: “Nos crimes de violência doméstica, a palavra da vítima é de extrema importância, especialmente quando corroborada pelos demais elementos do conjunto probatório”, declarou a magistrada.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade