PUBLICIDADE

Padrasto é suspeito de estuprar menina de 12 anos que deu à luz em SP

Menina deu à luz em casa, na região de Olímpia, e contou à policia que era vítima do padrasto desde fevereiro de 2021

2 ago 2022 - 16h37
(atualizado em 3/8/2022 às 08h21)
Ver comentários
Publicidade
estupro, assédio, violência doméstica
estupro, assédio, violência doméstica
Foto: Pixabay

Um homem de 29 anos é investigado por estupro de vulnerável após a enteada, uma menina de 12 anos, dar à luz a um bebê em um imóvel na área rural de Altair, na região de Olímpia (SP), no domingo, 31. A família afirmou que não sabia da gravidez da garota. O caso segue em apuração.

De acordo com a TV Tem, afiliada da Rede Globo, a garota entrou em trabalho de parto ainda em casa, onde teve o bebê. Em seguida, ela foi socorrida a uma unidade de saúde de Olímpia, e recebeu atendimento. Durante o resgate, ela teria contado que sofria com os estupros recorrentes e que o autor era o padrasto. 

Do hospital, o suspeito foi conduzido até a Delegacia da cidade e negou aos policiais que tenha cometido o crime. Já a mãe da criança, que, segundo a reportagem, também foi ouvida, afirmou que não tinha conhecimento que a filha era violentada e não sabia a respeito da gravidez.   

Após o atendimento, a menina de 12 anos contou à polícia que sofria com os abusos desde fevereiro de 2021. A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso. Agora, serão realizados exames para saber se, de fato, esse homem é o pai do bebê. Caso seja, ele será indiciado por estupro de vulnerável e poderá ser preso.  

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade