PUBLICIDADE

Mulher que aborta é mãe e tem religião: 13 dados sobre aborto que você nem imaginava

De acordo com a Pesquisa Nacional de Aborto (PNA) de 2021, uma em cada sete mulheres, aos 40 anos, já realizou um aborto no Brasil

28 set 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Duas em cada três mulheres grávidas (66%) não havia planejado a gravidez; 43% foram hospitalizadas para finalizar o aborto
Duas em cada três mulheres grávidas (66%) não havia planejado a gravidez; 43% foram hospitalizadas para finalizar o aborto
Foto: iStock

Hoje é celebrado o Dia Latino-americano e Caribenho de Luta pela Descriminalização do Aborto e uma série de atos conduzidos por movimentos sociais devem acontecer em todo o país. Neste ano, as manifestações ganham ainda mais força por conta do início da votação da descriminalização do aborto no Supremo Tribunal Federal (STF). Independentemente do resultado, há um ponto fundamental que não pode ser ignorado: afinal de contas, quem é a mulher que aborta hoje no Brasil? O perfil dessa mulher pode surpreender de conservadores a progressistas, segundo os dados dos últimos levantamentos.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Aborto (PNA) de 2021, entre as mulheres que abortam 81% professam alguma religião, sendo que mais de 70% delas são cristãs.

Ainda conforme o mesmo levantamento, mas conduzido em 2016, 67% das mulheres que relataram ter feito aborto já são mães. 

A PNA de 2021 foi feita em novembro do mesmo ano, com 2 mil mulheres com idades de 18 a 39 anos em 125 municípios.

Outros dados que ajudam a traçar o perfil da mulher que aborta no Brasil são os seguintes:

  • Uma uma em cada sete mulheres com idade próxima aos 40 anos já fez pelo menos um aborto no Brasil.
  • Em 2021, 52% das mulheres que afirmaram ter feito um aborto passaram pelo procedimento com menos de 19 anos. Deste contingente, 46% eram adolescentes entre 16 e 19 anos e 6% meninas entre 12 e 14 anos. 
  • Entre as que já tinham abortado, 1/5 teve dois ou mais abortos e 74% eram mulheres negras
  • 39% usou medicamento para interromper a gestação. 
  • Além disso, 43% das mulheres foram hospitalizadas para finalizar o aborto.
  • Na edição de 2021, a taxa de aborto mostrou queda no comparativo com as PNAs realizadas em 2010 e 2016. Em 2021, cerca de 10% das mulheres entrevistadas afirmaram ter feito pelo menos um aborto no decorrer de suas vidas, comparado com 13%, em 2016, e 15%, em 2010. A pesquisa concluiu que a queda pode ser explicada pela tendência crescente do uso de métodos contraceptivos reversíveis na América Latina e no Caribe.
  • Duas em cada três mulheres grávidas (66%) não havia planejado a gravidez. 
  • O levantamento mostrou que o perfil das mulheres que abortaram é semelhante de outras pesquisas: elas são de todas as idades do ciclo reprodutivo, religiões, escolaridades, raças, classes sociais, estado civil e regiões do país.
  • A Pesquisa Nacional de Aborto (PNA) 2021 foi coordenada pela antropóloga e professora da Universidade de Brasília, Débora Diniz; pelo professor visitante da Columbia University, Marcelo Medeiros; e pelo professor da Universidade Estadual do Piauí, Alberto Madeiro.

    O que as famosas 60+ já disseram sobre aborto O que as famosas 60+ já disseram sobre aborto

    Fonte: Redação Nós
    Compartilhar
    TAGS
    Publicidade
    Seu Terra












    Publicidade