PUBLICIDADE

Jogadora da seleção brasileira fala sobre preconceito na Europa: “Espanha é um país racista”

Atacante da liga espanhola, Ludmila afirmou que racismo está diversos lugares, mas foco está na Espanha por conta de episódios recentes

5 jun 2024 - 16h01
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Ludmila, a primeira jogadora brasileira a jogar pelo Atlético de Madrid, afirmou recentemente em entrevista que a Espanha é um país racista.
Ludmila disse o racismo está presente em todos países, mas alguns dos casos recentes aconteceram na Espanha
Ludmila disse o racismo está presente em todos países, mas alguns dos casos recentes aconteceram na Espanha
Foto: Reprodução: Instagram/ludmiladasilva09oficial

Primeira jogadora brasileira a jogar pelo Atlético de Madrid, Ludmila, de 29 anos, é atacante da liga espanhola e da seleção Brasileira Feminina. Em recente entrevista, ela afirmou que a Espanha é um país racista.

Ao podcast LALIGA VS, parceria do time com o jornal El País, Ludmila contou que embora o Brasil também tenha muito racismo, alguns dos casos recentes aconteceram na Espanha.

5 vezes em que Vini Jr lutou contra o racismo 5 vezes em que Vini Jr lutou contra o racismo

“Algumas pessoas afirmam enfaticamente que a Espanha não é um país racista. O que você acha?", perguntou a jornalista.

“A Espanha é um país racista, já vimos na TV e em um monte de lugares o que aconteceu. Mas há racismo em todos os lugares. No Brasil, nos Estados Unidos, na Espanha… O foco agora está na Espanha porque aconteceram muitas coisas ruins”, respondeu Ludmila.

A atacante fez parte do time convocado pelo técnico Arthur Elias para os amistosos da seleção brasileira feminina contra a Jamaica. Nos dois jogos disputados, o Brasil venceu por 4 a 0.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade