PUBLICIDADE

Escravas sexuais: como viviam brasileiras resgatadas na Espanha

Nesta quarta-feira, 18, a Polícia Nacional da Espanha e a Polícia Federal brasileira resgataram cinco mulheres na província de Alicante

19 out 2023 - 10h56
Compartilhar
Exibir comentários
As cinco brasileiras eram exploradas sexualmente todos os dias
As cinco brasileiras eram exploradas sexualmente todos os dias
Foto: Reprodução/Polícia Nacional da Espanha

Nesta quarta-feira, 18, a Polícia Nacional da Espanha, em colaboração com a Polícia Federal brasileira, resgatou cinco brasileiras mantidas como escravas sexuais na cidade de Almoradí, na província de Alicante, Espanha. Cinco suspeitos foram presos.

Violência contra mulher: conheça os 5 tipos Violência contra mulher: conheça os 5 tipos

  • As brasileiras eram exploradas sexualmente todos os dias. Elas não tinham direito a descanso e também não podiam recusar clientes.
  • As vítimas eram monitoradas diariamente com câmeras de vigilância no bordel. Além disso, eram obrigadas a pagar aluguel, comida e água.
  • Elas foram para o país pensando que iriam trabalhar como faxineiras. “Porém, uma vez em nosso país, foram forçadas à prostituição para pagar a suposta dívida que haviam contraído na viagem", informou a polícia espanhola.
  • Os suspeitosaproveitaram as crenças religiosas das vítimas para, através de rituais, altares e oferendas, conseguirem lealdade absoluta aos líderes da organização”, segundo a Polícia Nacional da Espanha.

Em caso de violência contra a mulher, denuncie

Violência contra a mulher é crime, com pena de prisão prevista em lei. Ao presenciar qualquer episódio de agressão contra mulheres, denuncie. Você pode fazer isso por telefone (ligando 190 ou 180).Também pode procurar uma delegacia, normal ou especializada.

Saiba mais sobre como denunciar aqui.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade