PUBLICIDADE
AO VIVO
Terraiá ao vivo: assista ao show do Forró da Gota direto de Salvador

Omoda E5 elétrico é registrado no Brasil e estreia no 2º semestre

SUV será o primeiro carro da Omoda a ser lançado por aqui; junto com a Jaecoo, meta das marcas é ter de 8 a 10 produtos no País até 2026

16 mai 2024 - 13h15
Compartilhar
Exibir comentários

Falta pouco para a chegada da Omoda | Jaecoo ao mercado brasileiro. As marcas chinesas, que terão operação conjunta, começam a atuar no País em agosto. E o primeiro modelo a desembarcar por aqui será o Omoda E5, que já foi até registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). Recentemente, o Jornal do Carro esteve na China e teve um primeiro (e breve) contato com os carros das duas marcas que deverão estrear no Brasil entre o fim deste ano e o início de 2025.

Leia Mais

As novas marcas terão 50 concessionárias no Brasil já em 2024 e planejam lançar entre 8 e 10 produtos diferentes (não apenas versões) por aqui até o fim de 2026. No mesmo ano, aliás, deverá começar a produção nacional das montadoras, mas ainda com local indefinido. Atualmente há conversas para que a O&J assuma a fábrica da Caoa em Jacareí, no interior de São Paulo. Contudo, outros planos também não foram descartados, como acordos com outros parceiros ou mesmo construir uma unidade fabril totalmente do zero no País.

Como é o Omoda E5

Com 4,40 metros de comprimento, 1,83 m de largura, 1,59 m de altura e 2,63 m de entre-eixos, o SUV elétrico tem porte similar ao de um Jeep Compass. A altura em relação ao solo é de 14,3 cm e o peso chega a 1.710 kg por conta do conjunto de baterias. Sob o capô, o E5 virá com um motor elétrico que entrega 204 cv de potência e 34,7 mkgf de torque. Assim, a aceleração até os 100 km/h ocorre em 7,8 segundos. Além disso, terá suspensão independente na dianteira e multilink na traseira, além de freios a disco nas quatro rodas.

Na lista de equipamentos, destaque para as duas telas de 12,3?, uma para o painel de instrumentos digital e outra para a central multimídia, head up display, câmeras 360 graus, seis airbags e rodas de 18 polegadas. Há ainda uma série de sistemas de condução semiautônoma, como controle de cruzeiro adaptativo, monitoramento de ponto cego, frenagem automática de emergência, aviso de saída de faixa com correção, entre outros. Os preços ainda não foram divulgados, mas devem ficar na faixa de R$ 200 mil.

O&J divulga balanço do primeiro ano de operação

Apesar de ainda não ter estreado no Brasil, a O&J acaba de completar um ano do início de suas operações em outros mercados globais. De acordo com informações da empresa, as duas marcas já estão presentes em mais de 40 países e venderam cerca de 220 mil veículos em todo o mundo nesses primeiros 12 meses.

No total, a O&J já tem 873 concessionárias nos países atua e espera inaugurar mais de 3.000 pontos de venda nos próximos anos. O objetivo da companhia é alcançar a marca de 1,5 milhão de unidades comercializadas por ano a partir de 2030.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade