PUBLICIDADE

Resident Evil Village: Entenda o final do game da Capcom

Saiba como Village se conecta aos outros games da série e o que aconteceu com os Winters

4 jun 2021 08h00
ver comentários
Publicidade
Resident Evil Village
Resident Evil Village
Foto: Reprodução

Um dos principais lançamentos de 2021, Resident Evil Village acaba de forma bem aberta, deixando uma porção de pontas soltas para serem exploradas em futuros jogos da série. Além disso, boa parte das conexões com os games anteriores foram feitas via documentos que podem ser encontrados no jogo, o que nem sempre facilita a compreensão de toda a trama após subirem os créditos.

Se você ficou confuso ou perdeu algum detalhe, calma que o Game On vai te ajudar: destrinchamos o final do jogo para explicar melhor todos os acontecimentos e o que pode rolar nos próximos games de Resident Evil.

Obviamente há spoilers de montão sobre Resident Evil Village aqui, só contine se você chegou ao fim do game! Nós avisamos!

Miranda e o mofo

Resident Evil Village
Resident Evil Village
Foto: Reprodução/Resident Evil Village

A grande vilã do jogo é a misteriosa Mãe Miranda, que controla os quatro lordes e os moradores do vilarejo com o seu mofo. Aliás, nós já tínhamos visto os resultados do trabalho dela em Resident Evil 7 Biohazard, com a Eveline e os loucos membros da família Baker. Resident Evil Village revela a personagem em detalhes e oferece respostas sobre o seu passado e motivações.

Miranda perdeu a filha, ainda bebê, para a gripe espanhola, uma pandemia real que aconteceu no início do século XX. Tomada pelo desespero e depressão, ela foi até uma caverna para morrer. Lá acabou encontrando o Megamiceto, o fungo que vemos no jogo. Esse fungo garante ao hospedeiro uma habilidade regenerativa enorme, além de poder ser usado para o seu controle mental.

Miranda utilizou o fungo em si para se tornar imortal e então partiu em um jornada de pesquisas e testes ilegais para tentar criar o hospedeiro perfeito, que reviveria a sua filha. Rose, filha do Ethan e da Mia, é essa hospedeira, já que nasceu de dois pais afetados pelo fungo e que mantiveram sua consciência.

Logo da Umbrella em Resident Evil Village
Logo da Umbrella em Resident Evil Village
Foto: Resident Evil Village / Reprodução

Bem no finalzinho da campanha é possível ver um documento que liga a Miranda com a antiga Umbrella. O doutor Spencer, fundador da corporação que criou o T-vírus, esteve nesse vilarejo que exploramos com o Ethan quando ainda era um médico em formação. Ele viu os experimentos da Miranda com o fungo nos moradores do local e se inspirou. Enquanto a Miranda queria ressuscitar a filha com o mofo, o Spencer era bem mais ambicioso e decidiu criar um vírus para evoluir toda a humanidade. Como sabemos, isso acabou gerando os desastres com zumbis em Raccoon City e por vários cantos do globo. Até a logo da Umbrella foi criada com base em um símbolo que o Spencer encontrou no vilarejo do Resident Evil Village.

Ou seja, a Miranda é a principal responsável por tudo que rolou em Resident Evil até hoje, mesmo que seus experimentos tenham ficado contidos no seu vilarejo até o surgimento da Eveline. Os experimentos que ela fez lá duraram décadas, como podemos ver no jogo pela história da Dimitrescu, por exemplo.

Outra coisa que ficou clara no final é que aquela Mia do início, em quem o Chris mandou chumbo, na verdade era a própria Miranda. Em algum momento antes do jogo começar, ela sequestrou a Mia e tomou o seu lugar. O objetivo dela era levar a Rose e provavelmente estudar o Ethan, mas foi descobertç a pelo Chris e seus comandados.

No fim ela fracassou em trazer a filha dela de volta, mas pode ter contribuído para a o desenvolvimento dos poderes da Rose com o seu ritual. Com a Miranda morta, devemos ver apenas as ramificações dos seus feitos no futuro.

Chris e a BSAA corrupta

Resident Evil Village
Resident Evil Village
Foto: Reprodução

Chris Redfield teve bem menos participação em Resident Evil Village do que a gente esperava, mas seu papel foi muito revelador, especialmente no finalzinho do jogo. Quando no avião com a Mia, após a morte da Miranda, ele descobre que o corpo de um dos soldados da BSAA, organização que sempre foi protagonista da série e conta com alguns dos membros conhecidos na luta contra as armas biológicas, como a Sheva Alomar do Resident Evil 5, era na verdade um zumbi. A organização está usando as armas biológicas que jurou destruir, o que evidencia casos de corrupção internos.

Essa é uma das maiores pontas soltas do jogo, que pode ser explorada com uma expansão DLC de Village ou mesmo em um jogo novo da franquia. Como o Chris vai reagir a isso? O que rolou com os outros membros da BSAA? Quem está por trás disso, controlando essas novas armas biológicas?

O que aconteceu com Ethan

Resident Evil Village
Resident Evil Village
Foto: Reprodução

O jogo termina com o sacrifício do Ethan para salvar a filha, a esposa e o próprio Chris. Muita gente não entendeu como ele sobreviveu após a Miranda arrancar o seu coração, ou como ele se regenera sempre que perde parte da sua sofrida mão esquerda.

A resposta é simples: Ethan Winters morreu no começo de Resident Evil 7. O pai da família Baker matou ele, mas Eveline colocou o mofo no personagem enterrado. Ethan "se recuperou" e adquiriu esse poder regenerativo que o ajudou a resgatar sua família e enfrentar as armas biológicas.

Ao longo de Resident Evil Village há vários indícios da verdadeira natureza de Ethan: Quando a Dimitrescu toma do sangue do protagonista, reclama de como não está fresco e com um gosto apodrecido. Quando ela arranca a mão dele, o jogador pode pegar a mão e Ehtan vai colocá-la no lugar, jogando um pouco de remédio em cima e vendo o membro decepado se curar.

Quando Miranda arranca o seu coração, Ethan tem uma visão bizarra com Eveline, que de certa forma faz parte do corpo dele por causa do mofo. Depois de entender sua condição, ele desperta para salvar a filha antes do seu corpo morrer de vez.

Será o Ethan novamente?
Será o Ethan novamente?
Foto: Resident Evil Village / Reprodução

Na cena pós-créditos, Rose vai visitar o túmulo do pai, o que indica que ele morreu para deter o Megamiceto. Ao menos oficialmente. No finalzinho da cena, é possível pausar o jogo e usar o modo fotografia para ver um personagme que lembra muito o próprio Ethan, perto do carro. 

Será que ele está vivo e aparecerá nos próximos jogos? Teria Ethan vagado por anos até chegar ao próprio túmulo? Ou seria só uma pegadinha da Capcom?

Rose, Mia e o salto temporal

Resident Evil Village
Resident Evil Village
Foto: Reprodução

Muita gente ficou em dúvida se o que ocorreu no fim do Resident Evil Village foi um salto temporal ou se a Rose na verdade envelheceria rápido, como aconteceu com a Eveline em Resident Evil 7. Foi um salto temporal, a cena acontece muitos anos depois.

O envelhecimento precoce não acelera a mentalidade do infectado. Eveline, mesmo uma idosa na cadeira de rodas em Resident Evil 7, ainda tinha a mentalidade da criança que ela era em idade real. Com a Rose é diferente, ela tem a mentalidade de uma adolescente e não a de um bebê que cresceu e envelheceu em meses.

Além disso, há um documento no jogo anterior que detalha o envelhecimento da Eveline e dá a entender que é algo exclusivo dela e da forma como ela recebeu o fungo. A personagem na verdade é um hospedeiro ainda imperfeito, como os lordes da vila. Este não é o caso da Rose, como a própria Miranda ressalta durante todo o jogo.

Rose na cena final de Resident Evil Village
Rose na cena final de Resident Evil Village
Foto: Resident Evil Village / Reprodução

De fato, o final do game deixa claro que Rose é uma poderosa arma biológica, mais do que os quatro lordes. O segurança que a acompanha chega a chamá-la de Eveline em tom de deboche. Há snipers no local com a mira apontada para ela, caso a jovem perca o controle.

Pela forma como falam, mesmo após esses 15 anos de salto temporal na série, Chris Redfield ainda está na ativa e é um dos responsáveis pelo treinamento de Rose. Sobre a Mia, no entanto, não é dito nada.

Se a Capcom vai prosseguir a história de Resident Evil diretamente após este salto de 15 anos ou se vai criar jogos no meio do caminho até lá, ainda é um mistério total. Porém o jogo já avisa: "a história do pai acabou, agora começa a história da filha". Ou seja, o arco de Ethan Winters se fechou em Village e os futuros jogos devem estrelar a jovem Rose.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade