PUBLICIDADE

Homem é preso no Japão por vender mods de Breath Of The Wild

Vendedor lucrou com as modificações quase meio milhão de reais na conversão atual

14 jul 2021 15h40
ver comentários
Publicidade

Um homem chinês de 27 anos foi preso em Tóquio, capital do Japão, por vender modificações de The Legend of Zelda: Breath of the Wild. O homem negociava os mods pela internet,  por cerca de 3500 ienes, R$ 161 (cotação de hoje). As informações são do site japonês BSN News.

Os mods prometiam melhorar as habilidades de Link, personagem controlável do jogo, e aumentar a chance de itens raros aparecerem no jogo. Quem quisesse alterações diferentes, poderia ter solicitar as mudanças.

O vendedor admitiu após dois dias preso, e revelou ter lucrado 10 milhões de ienes, pouco mais de R$ 460 mil, com a venda de mods desde dezembro de 2019.

A Nintendo trata de fraudes em seus jogos com processos no Japão, já que adulterar arquivos de games para obter lucro é considerado pela Justiça uma violação da Lei de Prevenção da Concorrência Desleal.

The Legend of Zelda: Breath of The Wild foi desenvolvido pela Nintendo
The Legend of Zelda: Breath of The Wild foi desenvolvido pela Nintendo
Foto: Divulgação/Nintendo

Outro método adotado pela Nintendo é o sistema de banimento de consoles. Em janeiro de 2021, a empresa promoveu uma onda de banimento de jogadores com arquivos modificados no Pokémon Sword e Shield e no aplicativo Pokémon Home.

Casos semelhantes já aconteceram no passado envolvendo a Nintendo, que mantém seus sistemas de proteção da propriedade intelectual em cortes de todo o mundo, principalmente nos Estados Unidos.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade