PUBLICIDADE

Gotham Knights revela gameplay de Robin; assista

Diretores do game contam como é fazer um "jogo do Batman sem o Batman"

28 jun 2022 - 12h14
(atualizado às 12h21)
Ver comentários
Tim Drake é o Robin de Gotham Knights
Tim Drake é o Robin de Gotham Knights
Foto: WB Games / Divulgação

A Warner Games revelou nesta terça-feira (28) um novo trailer de Gotham Knights, RPG de ação que chegará em outubro para PC e consoles. 

O vídeo mostra vários trechos de jogo estrelados por Robin, um dos quatro personagens jogáveis. Assista:

O Robin de Gotham Knights é Tim Drake, terceiro ajudante do Batman na linha do tempo do game e o mais novo entre os quatro personagens do jogo, que também inclui Asa Noturna, Capuz Vermelho e a Batgirl.

O Game On conversou com a diretora de narrativa Ann Lemay e o diretor de animação Lloyd Colaco, da Warner Games Montreal, sobre o que diferencia este Robin dos seus colegas vigilantes de Gotham no game.

"Tim é o mais jovem membro da Bat-família e o personagem mais jovem do game. Nós nos concentramos em suas habilidades de detetive [Tim Drake é um investigador tão bom quanto Batman: ele descobriu sozinho a identidade do Homem-Morcego] e em sua relação com Batman", explicou a diretora. "Ele sempre se definiu como o Robin para o Batman e agora precisa descobrir quem ele é sem o Morcego".

Além de um exímio detetive, Tim Drake é um grande artista marcial e para Colaco, representar isso no jogo foi seu maior desafio: "Eu precisava fazer ele parecer durão", explicou. "Cada personagem tem movimentos exclusivos e Tim tem muitos golpes de Ninjitsu e ilusões". O Robib pode se teleportar, usa hologramas para enganar os adversários e luta ferozmente com um bastão. "Ele tem muitos golpes de wushu", contou o diretor, referindo-se ao estilo mais acrobático de kung fu praticado por Robin no game.

Ann também explicou que cada personagem tem suas próprias árvores de habilidades e pode se especializar em algum papel. Robin é mais furtivo, Asa Noturna ataca à longa distância, Batgirl é a hacker do grupo e Capuz Vermelho o "tanque", que luta de perto e aguenta mais pancadas.

Não é um "game as service"

Robin combina apetrechos tecnológicos e artes marciais para combater o crime
Robin combina apetrechos tecnológicos e artes marciais para combater o crime
Foto: WB Games / Divulgação

Com uma grande Gotham City completamente aberta para explorar em multiplayer cooperativo tanto na vertical quanto na horizontal, a pé ou a bordo de Bat-Motos, muitos jogadores olham para Gotham Knights e pensam em jogos como Destiny ou The Division.

Esse tipo de RPG de ação online ficou conhecido como "game as service" e embora seja muito popular, o gênero carrega alguns aspectos negativos, principalmente na narrativa e formato das missões que tendem a ser repetitivas.

Questionada sobre essas preocupações, a diretora ressaltou que Gotham Knights não é um "game as service" e sim um RPG de ação com uma narrativa bem forte. "Nós vamos mostrar como é a relação entre os quatro vigilantes de Gotham e você verá ela evoluindo ao longo do jogo, não é algo estático".

O grande diferencial do jogo é, curiosamente, a ausência do Batman. O jogo começa com a morte do Homem-Morcego e a reunião dos quatro heróis depois disso. Fazer um "jogo do Batman sem o Batman" parece desafiador, mas para a WB Montreal, "a experiência foi maravilhosa".

"É muito divertido explorar algo novo e diferente, a Bat-família, as pessoas que foram moldadas por Batman e por Bruce Wayne", contou a diretora de narrativa. "Como eles reagem e se apresentam para o desafio de proteger a cidade e o legado do Batman".

Os jogadores poderão descobrir o que os espera em Gotham Knights em 25 de outubro, quando o game será lançado para PC, PS5 e Xbox Series X/S.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade