PUBLICIDADE

Como escolher o headset gamer perfeito

Dúvidas sobre qual headset escolher para as suas partidas online? Confira as dicas e fique por dentro!

30 jul 2021 18h23
| atualizado às 18h44
ver comentários
Publicidade

Escolher um headset gamer bom é um assunto difícil de ser abordado, uma vez que a decisão está sujeita a inúmeras variantes bastante particulares, como a sua disponibilidade financeira, a forma com que você se relaciona com o som, o que considera confortável e suas preferências em relação a um headset wireless ou com fio.

Além disso, é essencial que exista clareza sobre qual é o seu perfil de jogador(a). Em outras palavras, se você se considera um streamer, é ou gostaria de ser um produtor de conteúdo sobre games, joga apenas por diversão ou está adentrando nesse universo agora.

Outro questionamento tão importante quanto o primeiro, que se relaciona com o seu perfil de gamer é: em qual plataforma você pretende utilizar o headset? Isso porque alguns acessórios são multiplataforma, enquanto outros funcionam apenas para Xbox, PlayStation ou Nintendo. A boa notícia é que, no geral, quase todos funcionam em computadores.

Sendo assim, mais que uma lista com os headsets mais populares, acessíveis ou potentes, vamos auxiliar você a tomar a decisão a partir de três conceitos da indústria fonográfica, que as marcas de videogame estão gradativamente se apropriando para desenvolver headsets gamers cada vez melhores:

- Headset aberto e fechado;

- Palco sonoro ou Soundstage;

- Imaging.

Feito isso, vamos discorrer sobre as marcas mais populares do mercado e entre os(as) gamers, sejam eles(as) pro players ou não. Dessa forma, você terá a liberdade de fazer a sua escolha, de acordo com a sua realidade.

Foto: Reprodução Vivo Explica

Headset gamer aberto ou fechado?

Se você já é um gamer que possui uma longa trajetória, certamente já sabe do que estamos falando. No entanto, para quem é novo no cenário ou ainda não conhece a terminologia, nada mais justo que explorá-la. 

O headset gamer fechado implica que o acessório isola qualquer ruído externo através de uma boa earcup/earcup cushion e estrutura, enquanto o headset gamer é aberto ao exterior. Em outras palavras, você consegue escutar o que está ao seu redor, o som possui espaço de circulação e é ouvido em duas direções.

Apesar de parecer contraditório, o headset aberto é a opção mais interessante para gamers, principalmente para aqueles(as) que pretendem passar horas jogando. Isso porque ele tende a ser mais leve, não superaquece as orelhas e apresenta sons graves, médios e agudos mais precisos. 

Além disso, no caso de um(a) streamer narrando uma partida de Overwatch, por exemplo, é possível que ele(a) escute o retorno da própria voz e a de outros jogadores(as). Ou seja, você, como jogador(a), não precisa ficar falando excessivamente alto e diminui as chances de, eventualmente, machucar suas cordas vocais. 

Bons exemplos de headsets abertos são os modelos A10 e A40, assinados pela Astro.

E o headset fechado? Como mencionamos, o headset ideal para quem joga videogame é o aberto. Portanto, podemos trocar o sufixo “set” por “phone”. Assim sendo, o headphone (fone de ouvido) fechado pode ser utilizado para edição de vídeos, depois que a partida já foi gravada, para publicá-la em plataformas como o YouTube. Um bom exemplo de headphone fechado é o antecessor do K7XX, o K702.

Headset Gamer K702
Headset Gamer K702
Foto: Reprodução Vivo Explica

Palco sonoro

O conceito de palco sonoro ou “soundstage” não se restringe apenas à indústria de videogames — apesar de parecer. Ele começou a surgir nas especificações técnicas a partir da divulgação mercadológica de Home Theaters e de sistemas de home áudio high-end, ambos ancorados no objetivo de oferecer experiência tridimensional às pessoas.

Com o tempo, o conceito acabou se estendendo aos headsets gamers, principalmente aos utilizados em jogos do gênero FPS (First-person shooter), como Counter-Strike: Global Offensive, Varolant, Call of Duty: Modern Warfare, Gears 5, entre outros. Isso porque, principalmente nesse estilo de jogo, é imprescindível que você consiga posicionar os inimigos no cenário a partir do som.

A propósito, o palco sonoro é sobre isso: a capacidade do headset de reproduzir sons ao seu redor, não necessariamente de forma direcional, mas a uma distância precisa. Para exemplificar ainda mais a função do palco sonoro, vamos utilizar uma analogia realizada pelo canal americano DMS, que produz conteúdo sobre áudio e fones de ouvido.

“Se você está em uma orquestra, os violinos não vão soar como se estivessem ao seu lado e, sim, como se estivessem na sala, em torno de você”. Distância correta, mas não direcionada, deu para compreender?

Palco sonoro é superestimado?

Há divergências em relação à importância de um bom palco sonoro em um headset gamer. Alguns profissionais da indústria de fone de ouvido defendem que, para quem está começando a jogar, essa não deve ser a maior preocupação. 

Até mesmo porque os headsets gamers que oferecem um palco sonoro excelente, às vezes não são tão diferentes tecnicamente em relação aos fones de ouvido para música, e são bem mais caros. Ademais, existem outras informações técnicas que devem ser levadas em consideração.

“Há outras questões que vão afetar muito mais a jogabilidade do que o palco sonoro, por exemplo, a transparência, o detalhamento, o equilíbrio tonal, isto é, não possuir muitos graves e mais agudos. No fim, o palco sonoro pode ser apenas um efeito legal”, de acordo com Leonardo Drummond, do site Mind The Headphone.

Enfim, há gamers, inclusive, que resumem essa discussão da seguinte maneira: a largura de um palco sonoro vai da preferência de cada um, mas uma boa imaging é essencial. Falando em imaging, vamos ao próximo tópico.

Imaging

Por fim, imaging. E para abordar o último conceito, precisaremos retornar à definição de palco sonoro. Em síntese, palco sonoro seria a largura e a profundidade do som reproduzido ao seu redor, correto? Já imaging é a capacidade de identificar com precisão de onde cada som individual está vindo.

Em outras palavras, “enquanto o palco sonoro define a amplitude espacial que um fone pode oferecer, imaging é a separação e precisão do posicionamento de cada som”, explica o blog Playerid. Imagina essa combinação em um FPS? 

Quais as melhores marcas de headset gamer?

Agora que você já está por dentro de alguns conceitos básicos, priorize marcas que desenvolvem produtos para videogames, como as populares Astro, Razer ou HyperX na hora de realizar o seu investimento. 

Também vale apostar em marcas famosas da indústria fonográfica, como AKG e Sennheiser — em especial o modelo Game One.

Dessa forma, a sua compra terá mais chance de ser assertiva. Afinal, na grande maioria, essas marcas possuem uma longa trajetória no mercado e, inclusive, desenvolvem outros acessórios importantes para os(as) gamers, como teclados, mouse, mousepads, microfones etc.

Astro Gaming

Headset Astro Gaming
Headset Astro Gaming
Foto: Reprodução Vivo Explica

A Astro Gaming, mais conhecida como Astro, é uma marca americana que está no mercado há 15 anos. Com sede em São Francisco, na Califórnia, é, como o nome sugere, uma marca direcionada para produtos para gamers de altíssima qualidade.

Assim sendo, o preço no Brasil, de qualquer modelo, pode pesar no bolso. No entanto, o questionamento que fica é aquele mais antigo do mundo: investir para ter algo de qualidade ou comprar qualquer headset que vai gerar muita dor de cabeça?

HyperX

Headphone Gamer HyperX
Headphone Gamer HyperX
Foto: Reprodução Vivo Explica

Fundada em 2002, a HyperX é a divisão de produtos da Kingston Technology, maior fabricante independente de memórias do mundo, e possui um catálogo vasto de produtos e acessórios para a indústria de videogames. 

Assim como a Astro Gaming, a HyperX conquistou o público por desenvolver produtos muito duráveis, e costuma unir qualidade sonora, excelente ergonomia e versatilidade. Não à toa, o Guia dos Melhores elegeu o modelo HyperX Cloud Alpha como o melhor headset gamer de 2021 e a marca também garantiu o terceiro lugar, com o HyperX Cloud Stinger.

Razer

Eis a marca americana favorita de Felix Arvid Ulf Kjellberg, mundialmente conhecido como PewDiePie, proprietário do segundo canal do YouTube com mais inscritos no mundo. Além de utilizar um modelo especial chamado PewDiePie Razer Nari Ultimate Headset, Felix utiliza, até a publicação deste texto, o modelo Razer Kraken Pro V2, de acordo com site Sound Boosted

Apesar de parecer inalcançável, pois estamos falando de um produto utilizado por um produtor de vídeo mundialmente conhecido, o Razer Kraken Pro V2 não é tão caro quanto parece, principalmente se considerarmos sua ficha técnica. 

O microfone do headset, por exemplo, é unidirecional, totalmente retrátil e oferece uma comunicação de áudio cristalina com os outros membros durante um jogo.

Por fim, com as informações adquiridas por meio deste artigo, tanto sobre questões técnicas quanto sobre as marcas mais populares entre os gamers, você está pronto para pesquisar e investir levando em consideração a sua realidade. 

Assim sendo, a Loja da Vivo possui várias opções de headsets gamers, além dos mencionados acima. 

Basta pesquisar por headset para se deparar com muitas opções. Lembre-se de usar os filtros de pesquisa, dessa forma, será ainda mais fácil encontrar o acessório perfeito para você.

Fonte: Vivo Explica

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade