PUBLICIDADE

Análise: Skywalker Saga é Lego Star Wars em sua melhor forma

Game aprimora fórmula de jogos de Lego e traz muito conteúdo para fãs de Star Wars de todas as idades

4 abr 2022 - 12h00
(atualizado em 6/4/2022 às 09h20)
Compartilhar
Exibir comentários
Lego Star Wars é diversão para toda a família; confira:

Após um hiato de sete anos, Lego Star Wars está de volta. Enquanto no streaming a franquia criada por George Lucas nos anos 1970 tenha passado por picos de popularidade neste período, um de seus melhores produtos derivados teve só um lançamento, Lego Star Wars: The Force Awakens, em 2016.

Talvez a recepção mista dos filmes da trilogia mais recente tenha provocado esse vácuo na Força, assim como a pandemia de Covid-19, que resultou em alguns adiamentos no lançamento deste jogo. O fato é que a TT Games soube aproveitar o tempo extra para produzir o melhor game de Lego possível. The Skywalker Saga é um produto colossal para fãs de Lego e Star Wars de todas as idades.

Lego Star Wars: The Skywalker Saga
Lego Star Wars: The Skywalker Saga
Foto: WB Games / Divulgação

Melhorias notáveis

O jogo oferece muito conteúdo, passando por todos os nove filmes em ordem de publicação (começando pela metade, como nos filmes) e depois jogando como quiser. Cada filme é dividido em várias fases, todas relativamente abertas. Há uma mudança notável no posicionamento da câmera em relação aos jogos Lego mais antigos. Agora o controle dela é livre e isso dá uma sensação de liberdade excelente para a exploração de cada canto, exatamente um dos pilares dos jogos da TT Games.

Quando um estágio é concluido, ele é desbloqueado para jogar no Modo Livre, o que permite voltar e fuçar cada canto, coletar blocos e itens secretos e melhorar a pontuação - essencial para liberar todos os muitos bonecos controláveis.

Lego Star Wars agora tem tiro com cobertura
Lego Star Wars agora tem tiro com cobertura
Foto: Lego SW: The Skywalker Saga / Reprodução

Quem jogou os games anteriores vai ficar feliz em saber que The Skywalker Saga não é uma coletânea remasterizada mas sim um jogo completamente novo, com estágios bem diferentes do que os fãs conheceram no passado. Há novas mecânicas, como o uso da Força pelos Jedi na hora de montar grandes objetos, arremessar sabres de luz nos oponentes ou deixá-los confusos - o clássico truque de "Esses não são os droides que você está procurando" - entre outras possibilidades. Há também mecânicas de tiro sobre o ombro, incluindo o uso de cobertura. Poder construir seus próprios murinhos ajuda muito no combate!

Os estágios são projetados para estimular a exploração e o retorno do jogador no Modo Livre, com múltiplas rotas para seguir e muitos itens secretos, puzzles que exigem tipos diferentes de personagem, como certos terminais que só podem ser operados por personagens da Aliança Rebelde ou do Império, por exemplo. O legal é que mesmo esses terminais tem seus próprios minigames. Você está sempre fazendo alguma coisa em Lego Star Wars.

Há várias montarias e veículos que pode ser utilizados no jogo
Há várias montarias e veículos que pode ser utilizados no jogo
Foto: Lego SW: The Skywalker Saga / Reprodução

O humor tradicional dos jogos de Lego está sempre presente, ainda mais nos detalhes que só quem procura com atenção pelas fases vai perceber, como um grupo de Jawas jogando bola em Tattooine (e que Luke pode participar, usando a Força). Há também uma maior utilidade para os diversos personagens. Por exemplo, alguns alienígenas podem oferecer missões secundárias para o jogador, mas isso só é descoberto ao interagir com eles usando um droide de protocolo, como C3PO, que consegue falar qualquer idioma.

Classes e personagens

Cenários do jogo combinam peças de Lego com texturas mais realistas
Cenários do jogo combinam peças de Lego com texturas mais realistas
Foto: Lego SW: The Skywalker Saga / Reprodução

Os personagens são divididos em classes, com habilidades específicas, o que permite que o jogador monte o grupo com seus heróis favoritos da saga Star Wars, sem ficar limitado ao uso de um ou outro personagem específico. Há um sistema de evolução para essas classes, que adiciona um elemento de RPG para a fórmula consagrada de exploração e aventura.

Se há um ponto negativo neste Lego Star Wars é como o atual universo expandido foi abordado: tudo bem, o game foca nos nove filmes principais e eu não esperava ver missões do Mandaloriano por aqui, mas os personagens da série e de outras Histórias Star Wars, como Solo, existem e podem ser usados no jogo... como parte de um sistema de "Passe de Temporada" e compras avulsas, que incluem também muitas skins alternativas para os personagens já presentes no jogo. É o tipo de conteúdo que, no passado, seria parte dos desbloqueáveis inclusos no game desde o começo. Um distúrbio na Força, sem dúvida alguma.

Considerações

Lego Star Wars: The Skywalker Saga justifica toda a longa espera entregando aos fãs um jogo cheio de conteúdo, capaz de proporcionar dezenas de horas de diversão. Pena que trabalhe os personagens extras como DLCs vendidos à parte. O jogo traz evoluções importantes para a fórmula dos games de Lego, como o sistema de tiro com cobertura, a nova câmera livre e principalmente, as mecânicas de evolução de personagem.

Lego Star Wars: The Skywalker Saga - Nota 9
Lego Star Wars: The Skywalker Saga - Nota 9
Foto: Game On / Divulgação

Lego Star Wars: The Skywalker Saga está disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Switch, Xbox One e Xbox Series X/S.

*Esta análise foi feita no Xbox Series X, com uma cópia do jogo gentilmente cedida pela WB Games.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade