PUBLICIDADE

Seleção masculina de vôlei é convocada para o Sul-Americano

Após time nacional ficar sem medalha nos Jogos de Tóquio, técnico Renan definiu grupo para torneio; Douglas Souza pede para não ser chamado

12 ago 2021 20h10
| atualizado às 20h41
ver comentários
Publicidade

A Seleção Brasileira masculina de vôlei volta a se reunir depois da inesperada campanha sem medalha na Olimpíada de Tóquio. A convocação anunciada nesta quinta-feira para o Campeonato Sul-Americano definiu o grupo que treinará a partir da próxima semana no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema-RJ.

Douglas Souza pediu para não ser incluído na lista de convocados para o Sul-Americano
Douglas Souza pediu para não ser incluído na lista de convocados para o Sul-Americano
Foto: Twitter / @DouglasCorreiaS

Foram convocados pelo técnico Renan Dal Zotto os seguintes nomes para o torneio: os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Alan e Aboubacar; os ponteiros Lucarelli, João Rafael, Vaccari e Adriano; os centrais Lucão, Isac, Flávio e Cledenilson; e os líberos Thales e Maique.

De acordo com nota oficial, divulgada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Bruninho, Lucão, Lucarelli e Thales só vão integrar os treinamentos do grupo de atletas convocados a partir de 23 de agosto. O motivo foi o aval para um descanso mais prolongado por causa da intensa participação desses jogadores nos Jogos de Tóquio.

Douglas Souza, medalhista de ouro na Olimpíada do Rio-2016 e um dos destaques da Seleção na campanha em Tóquio, não esteve entre os convocados por opção. "Estou em um momento prestes a viver a experiência de morar fora do Brasil pela primeira vez e estou muito feliz com essa oportunidade. Tenho uma série de coisas para organizar e esse é um período que preciso me dedicar à vida pessoal. Vou estar na torcida, acompanhando a seleção e desejo boa sorte a todos", disse o ponteiro.

Soberano no Campeonato Sul-Americano, com 32 títulos em 33 edições disputadas, o Brasil fará sua estreia na competição, sediada em Brasília, contra o Peru, em 1º de setembro, às 19 horas.

Estadão
Publicidade
Publicidade