1 evento ao vivo

Brasil bate a Sérvia no tie-break e estreia com vitória na Copa do Mundo de vôlei

Time de José Roberto Guimarães supera atuais campeãs por 3 sets a 2, com parciais de 25/20, 23/25, 25/18, 22/25, 15/12

14 set 2019
10h20
  • separator
  • 0
  • comentários

A seleção brasileira feminina de vôlei iniciou de forma positiva a sua trajetória na Copa do Mundo, disputada no Japão. O time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães foi exigido e respondeu bem ao vencer a Sérvia, atual campeã mundial, neste sábado por 3 sets a 2, com parciais de 25/20, 23/25, 25/18, 22/25, 15/12.

O Brasil luta por uma conquista inédita no torneio - os melhores resultados são três medalhas de prata (1995, 2003 e 2007). Recentemente, a seleção conquistou a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, foi campeã do Sul-Americano e terminou com o vice da Liga das Nações.

Brasil bate a Sérvia no tie-break e estreia com vitória na Copa do Mundo de vôlei.
Brasil bate a Sérvia no tie-break e estreia com vitória na Copa do Mundo de vôlei.
Foto: Reprodução/CBV Twitter / Estadão

O próximo adversário do Brasil na segunda rodada da Copa do Mundo é a Argentina, em duelo que será disputado na madrugada deste domingo, às 5 horas (horário de Brasília).

A oposta Bjelica, que vai defender o Osasco/Audax na próxima Superliga, foi a maior pontuadora do jogo com 24 pontos, um a mais que Lorenne, a pontuadora máxima do Brasil na partida. Gabi, com 17, e Fabiana, anotando 16 pontos, também se destacaram.

A missão da equipe brasileira não foi fácil, mas poderia ter sido ainda mais desafiadora, já que a Sérvia, bicampeã europeia há uma semana, poupou algumas jogadoras importantes, incluindo Boskovic e Mihaljovic. Mesmo assim, as sérvias entraram em quadra leves e deixaram a pressão para o Brasil.

O Brasil, desfalcado também de duas atletas importantes - a ponteira Natália, em recuperação de lesão, e a oposta Tandara, que pediu dispensa por problemas pessoais - enfrentou problemas na recepção em momentos pontuais da partida e mostrou dificuldade ao encarar o forte bloqueio adversário, além de falhar algumas vezes no saque, que não funcionou como deveria.

No entanto, a seleção brasileira, liderada por Fabiana no ataque e Bia e Lorenne no bloqueio, superou os problemas e o rival para estrear com vitória. No primeiro set, o bloqueio encaixou, os saques e os ataques entraram e o Brasil fechou com certa tranquilidade, por 25 a 20.

Bjelica brilhou na parcial seguinte e, com agressividade, a Sérvia empatou o jogo. O Brasil começou mal o terceiro set, mas, depois de uma bronca de Zé Roberto em um dos tempos técnicos, a seleção se recuperou e passou à frente no placar. Assumiu o comando das ações e fechou o set por 25 a 18.

Sem muito a perder, o time europeu jogou solto e arriscou tudo o que podia no quarto set. Deu certo. Aproveitando um pequeno apagão das brasileiras, as sérvias cresceram na reta final da parcial, abriram vantagem e fizeram 25 a 22. No tie-break, fez diferença a favor do Brasil o começo muito positivo, com quatro pontos de frente, e a atuação de Lorenne, que chamou a responsabilidade e foi fundamental no momento decisivo da partida, bloqueando e atacando com precisão. No final, 15 a 12 e 3 sets a 2 para o Brasil.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade