PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Favoritar Time

Vasco vence o Confiança e mantém arrancada ao G4

Equipe fez primeiro tempo ruim, mas melhorou após o intervalo, fez dois gols com rapidez e manteve o resultado

3 out 2021 20h20
| atualizado às 20h26
ver comentários
Publicidade
Vasco e Confiança se enfrentaram no Batistão, em Aracaju (Foto: Reprodução/Premiere)
Vasco e Confiança se enfrentaram no Batistão, em Aracaju (Foto: Reprodução/Premiere)
Foto: Lance!

Foi uma partida muito mais difícil do que as posições dos times na tabela poderiam supor. Mas no fim, o Vasco conseguiu vencer o Confiança, no Batistão, em Aracaju (SE), chegou ao terceiro triunfo consecutivo e manteve acessa a chama do acesso. A distância, em pontos, caiu para cinco. Cano e Ricardo Graça marcaram para os visitantes, enquanto Nirley fez o gol do time mandante no 2 a 1 deste domingo.

O jogo

A competitividade recente do time sergipano se fez valer no primeiro tempo. Tanto que o primeiro chute a gol do Vasco foi só aos 39 minutos, quando Morato cabeceou com perigo após cruzamento de Nene. O time de Fernando Diniz trocava passes e mais passes, mas sem conseguir gerar perigo. Os comandados de Luizinho Lopes buscavam o contra-ataque e assustaram por duas vezes: Ítalo errou o alvo por duas vezes. E João Paulo avançou pela esquerda e chutou cruzado, também para fora.

O Vasco voltou do intervalo com Gabriel Pec na vaga de Zeca. Um ajuste principalmente na lateral direita, mas a primeira chance foi pela esquerda: Riquelme cruzou com capricho e Nene cabeceou com perigo, aos dois minutos. Quase dez minutos depois, o mesmo Riquelme passou por dois marcadores com um drible lindo, era o símbolo da melhora do time visitante.

Mas aí o Leandro Castan quase virou vilão: derrubou Álvaro dentro da área. Após revisar o lance no VAR, o árbitro não deu o pênalti. E como o futebol é danado, dois minutos depois Gabriel Pec achou Nene que cruzou rasteiro para Cano. O argentino fez o pivô e chutou de esquerda para abrir o placar. E três minutos depois, foi Nene quem achou Pec, que cruzou para Ricardo Graça ampliar: 2 a 0.

O Cruz-Maltino dominava a partida, uma reação do Confiança parecia improvável, mas aí... João Paulo cruzou da esquerda, Vanderlei saiu mal e Nirley completou para o gol, garantindo o desconto no placar aos 34 minutos e garantia de emoção até o fim. Até porque Hernane, aquele, o Brocador, entrou na reta final e o time da casa começou a cruzar bolas na área. O placar, contudo, não foi mais alterado.

Lance!
Publicidade
Publicidade