PUBLICIDADE

Tênis

Jabeur frustra Sabalenka e volta à final de Wimbledon

Tunisiana joga segunda final seguida em Londres e busca seu primeiro Grand Slam

13 jul 2023 - 13h48
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Lance!

Foto: Lance!

Com uma grande virada, Ons Jabeur, número seis do mundo, alcançou, nesta quinta-feira, sua segunda decisão seguida de Wimbledon, torneio mais tradicional do esporte, jogado na grama do All England Club.

A tunisiana superou a bielorrussa Aryna Sabalenka, segunda do ranking, por 2 sets a 1 com parciais de 6/7 (7/5) 6/4 6/3 após 2h19min de duração na lotada quadra central com o teto fechado por conta do tempo instável.

Jabeur repete 2022 e volta à final em Londres onde irá buscar um histórico título para a África no tênis e para seu país em simples. Ela foi vice ano passado diante da cazaque Elena Rybakina.

De queda, Ons frustra o sonho de Sabalenka em assumir o número 1 mantendo a polonesa Iga Swiatek na liderança da WTA. O bielorrussa voltou a jogar o torneio após dois anos e assim como em 2021 perde na semifinal.

Campeã do Australian Open este ano, Aryna também teve chances de fazer final em Roland Garros, mas perdeu match-point contra a tcheca Karolina Muchova.

O jogo

Em 58 minutos de duração, o primeiro set foi marcante disputa acirrada entre as tenistas, que venceram muitos pontos nos games de saques da adversária e pressionaram em breakpoints. Enquanto Sabalenka tentava alongar os pontos, a tunisiana trabalhava encurtando bolas e buscando a rede, com belas jogadas em alguns erros a disputa seguiu sem quebras para o tie-break. Nele, Jabeur abiu 4/2 com uma mini-quebra, não resistiu no 7º ponto e levou a virada ao sofrer mini-quebra providencial no 10º ponto.

A frente no placar, a bielorrussa passou a correr mais riscos na segunda etapa e assim conquistou a quebra no 5º game, abriu 4/2 mas viu uma tunisiana não desistir, trabalhar bem com as devoluções buscando a paralela e devolvendo a quebra de saque no 8º game, em erro de Sabalenka. Com tudo igual no placar, Jabeur foi empurrada pela torcida e trabalhando junto à rede fechou a parcial com nova quebra.

Empurrada pelo público, e trabalhando com variações de jogada, Jabeur dominou seus games de saque e seguiu arriscando na devolução do potente saque da bielorrussa, e acabou trabalhando com o segundo serviço no meio do 6º game, foi pressionada e acabou quebrada em boa jogada da tunisiana com forehand. Jabeur chegou a ter dois match-points salvos no 8º game e sacou com solidez para o jogo.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade