4 eventos ao vivo

Federer vence Nadal e disputa sua 12ª final em Wimbledon

Suíço levou a melhor contra o espanhol por 3 sets a 1 com parciais de 7/6 (7-3), 1/6, 6/3 e 6/4

12 jul 2019
16h08
atualizado às 16h32
  • separator
  • 4
  • comentários

O maior campeão do torneio masculino de Wimbledon está de volta à final. Na tarde desta sexta-feira, o suíço Roger Federer enfrentou o espanhol Rafael Nadal e levou a melhor, vencendo por 3 sets a 1 com parciais de 7/6 (7-3), 1/6, 6/3 e 6/4 no 40º encontro entre dois dos maiores tenistas da história.

Com a vitória sobre o rival, Federer volta à final de Wimbledon depois de um ano sem disputá-la. Sua última decisão na grama sagrada foi em 2017, quando o suíço conquistou seu oitavo título diante do croata Marin Cilic. Seu adversário na final, que acontece neste domingo, será o sérvio Novak Djokovic, atual campeão e líder do ranking da ATP.

Federer bateu Nadal no 40º confronto entre eles; vitória deu vaga na final de Wimbledon
Federer bateu Nadal no 40º confronto entre eles; vitória deu vaga na final de Wimbledon
Foto: Adrian Dennis / Pool / Reuters

A julgar pelo início, Federer e Nadal fariam um jogo do mais alto nível em Londres. O primeiro set foi uma queda de braço, sem quebras de saque durante os 12 primeiros games. O único break-point da parcial foi salvo por Nadal no oitavo game.

A decisão ficou para o tie-break e colocou Federer em vantagem. Depois de um início equilibrado, o suíço conquistou em sequência os últimos cinco pontos para vencer por 7 a 3 e fechar o primeiro set em 7 a 6.

O jogo foi completamente outro no segundo set. Nadal foi amplamente superior a Federer no saque, somando dez saques não retornados pelo adversário. O suíço, por outro lado, não conseguia encaixar seu primeiro serviço e acabou sendo presa fácil para o espanhol.

O resultado foi um passeio de Nadal. O vice-líder do ranking da ATP confirmou todos os seus serviços e contou com quebras nas duas últimas aparições de Federer no saque para vencer a parcial por 6 a 1 e empatar o jogo em 1 set cada.

No terceiro set, Federer se mostrou revigorado depois do choque. O suíço se recuperou ao melhorar justamente no fundamento que o prejudicou na parcial anterior, acertando o primeiro saque em 74% das vezes, pontuando em 80% destas.

Dessa forma, o terceiro colocado do ranking da ATP teve pouca dificuldade para ficar novamente em vantagem. Contando com a única quebra de saque do set no quarto game, Federer fechou o terceiro set por 6 a 3, fez 2 a 1 e colocou um pé na final.

Precisando de mais uma vitória para chegar à decisão, Federer encaminhou sua classificação no terceiro game do quarto set, no qual conquistou a única quebra de saque da parcial. No restante do jogo, bastou confirmar seus serviços para fechar o set em 6 a 4, fechando o jogo em 3 sets a 1.

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 4
  • comentários
publicidade