3 eventos ao vivo

"Federer foi o adversário mais difícil que enfrentei", afirma tenista espanhol

13 abr 2018
11h45
  • separator
  • comentários

Mesmo sem vencer os dois Masters 1000 realizados nos Estados Unidos, Roger Federer continua recebendo elogios dos seus adversários. O espanhol Feliciano López afirmou que o suíço foi o tenista mais difícil que ele enfrentou e colocou seu compatriota Rafael Nadal na segunda posição.

"Rafa (Nadal) tem suas qualidades e Roger (Federer) tem outras. A verdade é que entrar em quadra para jogar contra os dois é sempre algo muito complicado. Joguei mais vezes contra Federer, pois duelamos desde a infância. Sempre afirmo que ele é o rival mais duro que já enfrentei na minha vida, com o Nadal logo em seguida", destacou Feliciano López.

O espanhol também lamentou a ausência do suíço nos próximos torneios da temporada. "Federer tem a mesma obrigação que os demais tenistas de jogar os Masters 1000, porém ele novamente decidiu não atuar neste momento da temporada, já que será no saibro. É uma pena. Eu treinei com Federer em Roterdã e ele falou que gostaria de vir, pois sabe que é muito bem visto por aqui".

Mudança no US Open

A organização do Aberto dos Estados Unidos decidiu nesta semana que o último Grand Slam do ano terá uma mudança na edição de 2018. De acordo com o jornal New York Times ,  as partidas da chave principal terão um relógio de 25 segundos para cronometrar o tempo entre os saques.

Além disso, caberá ao árbitro da partida disparar o início da contagem entre cada um dos pontos. Com isso, os tenistas não serão "avisados de surpresa" durante o momento de concentração em colocar a bola em jogo. Essa medida já foi testado nas duas últimas duas temporadas, primeiro em 2016 com os juvenis e depois com o qualifying dos profissionais em 2017.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade