0

Brasil terá novamente um campeão mundial de surfe

Italo Ferreira e Gabriel Medina são os únicos atletas ainda com chances de levantar o cobiçado troféu

19 dez 2019
16h28
atualizado às 17h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Gabriel Medina e Ítalo Ferreira
Gabriel Medina e Ítalo Ferreira
Foto: LANCE!

O Brasil garantiu mais um título mundial de surfe durante a disputa do Billabong Pipe Masters. A competição está acontecendo na praia de Pipeline, no Havaí, mas apenas dois atletas, ambos brasileiros, ainda têm chances de título: Italo Ferreira, que já avançou para as quartas de final, e Gabriel Medina, que vai enfrentar Caio Ibelli pelas oitavas de final.

A vitória de Italo nas oitavas acabou com as pretensões do norte-americano Kolohe Andino em ser campeão mundial. Mesmo ainda dentro da disputa do Pipe Masters, o surfista dos Estados Unidos já não tem mais chances matemáticas de conquistar seu troféu. Outros dois concorrentes foram eliminados antes: o brasileiro Filipe Toledo e o sul-africano Jordy Smith.

Com o título assegurado, será a quarta vez que o Brasil terá um campeão mundial de surfe nos últimos seis anos. Em 2014, Medina ganhou o troféu e repetiu a dose no ano passado. Quem também venceu foi Adriano de Souza, o Mineirinho, que conquistou a taça em 2015. Já o havaiano John John Florence brilhou em 2016 e 2017.

Depois de mais de uma semana sem disputa, por condições ruins de ondas, o Pipe Masters foi retomada e vai terminar nesta quinta-feira, com a definição do campeão mundial e das vagas olímpicas restantes. Italo disputou a primeira bateria do dia e venceu Peterson Crisanto, se manteve vivo pelo título.

"Havia muita pressão, mas tentei aproveitar o momento e curtir. Tentei pegar as melhores ondas e acho que será um bom dia", avisou o surfista, que agora precisa de um tropeço de Gabriel Medina, que enfrenta Caio Ibelli, para ser campeão. Caso Medina avance, os dois surfistas continuarão em suas baterias até alguma derrota definir o título.

Veja também:

Confira o valor de mercado dos titulares de Flamengo e Liverpool

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade