PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Sem Arboleda, Miranda pode ganhar sequência no São Paulo

Com a cirurgia e a lesão do zagueiro, camisa 22 pode assumir o posto e buscar seu espaço na equipe de Rogério Ceni

25 jun 2022 - 07h33
(atualizado às 11h01)
Ver comentários
Publicidade

Com a lesão dupla de Arboleda, o zagueiro equatoriano corre o risco de não se recuperar até o final da temporada. Com a ausência do titular absoluto de Rogério Ceni na posição, Miranda é quem pode ganhar mais espaço na equipe.

Miranda já demonstrou que "não está 100% feliz" com falta de sequência no Tricolor paulista (Foto: Flickr/São Paulo FC)
Miranda já demonstrou que "não está 100% feliz" com falta de sequência no Tricolor paulista (Foto: Flickr/São Paulo FC)
Foto: Lance!

Galeria

Tabela

No período em que Arboleda esteve fora, no começo deste mês, após convocação pela seleção do Equador, o veterano foi quem assumiu o posto de forma temporária.

Miranda chegou ao São Paulo em março de 2021, com contrato até o final deste ano. Apesar de uma boa primeira temporada, ainda não conseguiu estabelecer uma sequência significativa de grandes atuações em 2022.

Neste ano, o camisa 22 esteve presente em somente 18 jogos, com um gol. O zagueiro já deixou explícito que busca seu espaço no elenco de Ceni e destacou "não estar 100% feliz" com esta falta de sequência.

- Confesso que não estou 100% feliz. Mas é futebol né? Tem que saber esperar e, a partir do momento que você não está jogando, tem que procurar seu espaço e é isso que estou fazendo. Trabalhar ainda mais para quando tiver oportunidade, demonstrar o meu valor - disse após a vitória da equipe contra o América-MG, no Morumbi.

Caso Ceni opte por manter a formação de três zagueiros, comumente adotada, o veterano pode se firmar na posição. Além dele, o treinador conta com mais duas opções para substituir Arboleda - no caso, Beraldo e Luizão. Porém, devido à baixa quantidade de jogos das crias de Cotia, Miranda deve ser a principal alternativa.

Na gestão de Hernán Crespo, já era demonstrado um desejo antigo do clube por mais uma opção no setor defensivo. Na época, Léo - que tem origem na lateral - foi improvisado como zagueiro, e assim atua até hoje. Além dele, Diego Costa completava o trio.

Aos 37 anos, e como dito antes, com contrato até dezembro deste ano, ainda não há nenhuma informação a respeito de uma possível renovação.

No próximo domingo (26), o Tricolor paulista recebe o Juventude às 18h, pelo Campeonato Brasileiro. É possível que neste confronto já haja um esboço para entender como Ceni irá lidar com seu novo esquema.

Lance!
Publicidade
Publicidade