PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

São Paulo lança centro de inovação com estimativa de captar até R$ 6 milhões em três anos

28 jun 2022 - 14h30
(atualizado às 14h51)
Ver comentários

Em um evento no Morumbi, nesta terça-feira, que contou com a presença do presidente Julio Casares e de vários conselheiros, o São Paulo lançou o Inova.São, o seu centro de inovação aberta, que ficará localizado dentro do estádio. Em sintonia com uma tendência em crescimento no esporte, a estimativa é captar nos três primeiros anos de operação investimentos em até R$ 6 milhões, que custearão o projeto sem que haja um aporte financeiro inicial do clube.

A iniciativa tem como objetivo desenvolver e implantar soluções inovadoras que permitam aumentar as receitas e a competitividade esportiva do São Paulo. O projeto já conta com as parcerias estratégicas da Deboo - especializada em Web3 - e da Sportheca - fábrica de startups para o mercado esportivo.

"A concepção do projeto e a definição dos parceiros para viabilizar a operação do Inova.São, assim como suas primeiras entregas, vêm sendo trabalhadas pela Diretoria de Inovação do São Paulo desde que foi criada pelo presidente Julio Casares, em julho de 2021", explicou Wladimir Castro, executivo do departamento de Inovação do Clube e mestre em Criação e Gestão de Empresas Inovadoras pela Universidade de Valência, que participou do evento deforma remota, direto da Espanha.

Para criar um ambiente inspirador e impulsionar novas ideias, o Inova.São terá uma área dedicada no Morumbi com vista para o gramado. O espaço, inicialmente de 300 m², está localizado na área do Morumbi Concept Hall, no anel inferior do estádio, e vai funcionar como um coworking, reunindo startups e desenvolvedores. A ideia é que no local circulem profissionais de universidades, de empresas, mentores, especialistas, sócios, torcedores, investidores e startups de todo o mundo, para formar assim o ecossistema de inovação que vai compartilhar conhecimento e recursos em prol do desenvolvimento do clube.

Outros dois projetos foram anunciados no evento. Um é o Censo Tricolor, no qual, em uma iniciativa inédita e em parceria com a PH3A - empresa especialista em criação e gestão de Big Data, o São Paulo vai realizar o 1º Censo do Futebol brasileiro, com alcance global e buscando coletar informações para conhecer a fundo ao menos 10 milhões de torcedores.

O segundo é o Terra dos Campeões, que foi pensado para valorizar o passado, agir no presente e construir o futuro. Ele será desenvolvido em uma área do centro de treinamento do Tricolor em Cotia, que será destinada ao plantio de árvores em homenagem aos ídolos do clube. Seu foco é construir uma grande experiência de engajamento para os torcedores e fãs do São Paulo, que poderão adquirir árvores e experiências, entre outros produtos e serviços também no ambiente digital.

O primeiro homenageado foi o ex-atacante Amoroso, campeão da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa, ambos em 2005. Durante o evento, ele "plantou" uma árvore que será colocada no CCT de Cotia. "Muito feliz pela homenagem. Muito grato por tudo o que o São Paulo fez pra mim, mesmo que tenha jogado pouco tempo aqui. Mas foi um tempo que marcou muito. Que bom que as homenagens são em vida, né?", afirmou o ex-jogador, que atuou apenas seis meses no time do Morumbi,.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade