0

Por Copa, Daniel Alves muda planos e volta ao Brasil após 17 anos

Lateral-direito tinha o objetivo de continuar na Europa, mas aceitou o projeto do São Paulo de olho no Mundial de 2022 no Catar

2 ago 2019
04h40
atualizado às 17h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Há um mês e meio, Daniel Alves falava que tinha "outros objetivos" antes de voltar a atuar no Brasil. Porém, os planos do lateral-direito de 36 anos mudaram principalmente por causa do sonho de disputar a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Sem receber proposta que o agradasse de clubes europeus, ora por tempo de duração do contrato, ora por times em que ele não se via, resolveu aceitar o projeto do São Paulo e assinou contrato justamente até o fim de 2022, por três temporadas como queria.

Quando estava na disputa da Copa América, há um mês, Daniel Alves foi questionado sobre a possibilidade de voltar ao Brasil. Na ocasião, ele comentou sobre o carinho por São Paulo, seu time do coração, e Bahia, onde começou a carreira, mas ressaltou que ainda tinha o objetivo de atuar no exterior.

O São Paulo anunciou a contratação do lateral Daniel Alves 
O São Paulo anunciou a contratação do lateral Daniel Alves
Foto: São Paulo/Divulgação / Estadão

"Eu nunca digo 'não' às coisas porque você não sabe o que a vida prepara. O São Paulo é meu time, o meu pai torce para o Palmeiras, não pode misturar isso senão dá confusão em casa. Torci bastante pelo São Paulo no tempo do Telê, que Deus o tenha. E o Bahia, pelo que construí aqui, seria uma forma de agradecimento voltar para encerrar (...) Pretendo outras coisas na minha vida, tenho outros objetivos, não digo maiores, para não pensarem que estou menosprezando os clubes que gosto. Mas acredito que tenho desafios que quero viver e mostrar para outros atletas que eles é que têm de decidir quando começa e quando acaba. Eu que vou decidir, não vai ser o futebol que vai me mandar para casa", disse o lateral em entrevista coletiva no dia 16 de junho.

Daniel Alves estava livre no mercado desde junho, quando acabou seu contrato com o Paris Saint-Germain, da França. Aos 36 anos, ele buscava um acordo longo de algum time europeu de ponta que disputasse a Liga dos Campeões. Também recebeu ofertas de times da China e do Catar que não o empolgaram. Enquanto isso, o São Paulo monitorava a situação e adotava cautela. O clube tricolor avançou nas negociações comandadas pelo executivo de futebol Raí, e o lateral aceitou voltar a atuar no Brasil após 17 anos.

O São Paulo será o sexto clube de Daniel Alves, que realizará o sonho de jogar no seu time de coração. Ele iniciou a carreira no Bahia e ficou 17 temporadas na Europa: Sevilla e Barcelona, da Espanha, Juventus, da Itália, e Paris Saint-Germain, da França.

"Eu poderia ter escolhido qualquer lugar para jogar, mas escolho voltar para o Brasil. Pelo meu País, pelo meu povo, pelo meu clube de coração. É irreal, mas estou aqui", afirmou Daniel Alves no vídeo do anúncio produzido pelo São Paulo. Daniel Alves fechará o elenco do São Paulo para o restante de 2019. A chegada de um lateral-direito era pedida pelo técnico Cuca havia meses. Neste meio de temporada, o clube já tinha contratado o atacante Raniel.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade