PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Benítez é punido pelo STJD e não joga contra o Atlético-GO

Argentino teve conduta antidesportiva descrita no artigo 258 do CBJD. Jogador foi expulso na vitória por 2 a 1 sobre o Athletico-PR

14 set 2021 16h07
| atualizado às 16h36
ver comentários
Publicidade

O São Paulo não poderá contar com o meia Martín Benítez contra o Atlético-GO. O jogador foi punido pelo SJTD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) em dois jogos de suspensão pela expulsão contra o Athletico-PR. Como ele já cumpriu um jogo, contra o Grêmio, ele será desfalque diante do rival.

Benítez está suspenso contra o Atlético-GO (Foto: Divulgação/São Paulo)
Benítez está suspenso contra o Atlético-GO (Foto: Divulgação/São Paulo)
Foto: Lance!

Benítez foi expulso na vitória do São Paulo por 2 a 1 contra o Athletico-PR. O meia estava aquecendo com os demais reservas do São Paulo atrás do gol de Tiago Volpi quando chutou para o campo uma bola para atrapalhar a cobrança de escanteio do clube adversário. O jogador foi expulso com o vermelho direto pelo árbitro Jean Pierre, mas demorou a deixar o campo e a partida ficou paralisada por cerca de cinco minutos.

O tribunal se apegou ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) para sustentar a tese de conduta antidesportiva. Com isso, puniu o jogador em dois jogos de suspensão.

Vale destacar que o São Paulo tinha entrado com um pedido do STJD pedindo a anulação do cartão vermelho dado pelo árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima. Além da revogação da expulsão, o Tricolor entendia que os responsáveis pelo erro punidos por suas condutas, ou ao menos enviados para um curso de reciclagem. O clube citou ainda dois casos em que o pedido de anulação foi atendido: um no TJD/SP e outro na Conmebol.

O clube alegava que a aplicação do cartão vermelho contraria a regra do futebol, que determina que um jogador que esteja na reserva que retarda o reinício do jogo deve receber o cartão amarelo. De acordo com a regra, o cartão vermelho somente pode ser aplicado por retardar o reinício do jogo se o infrator integrar a comissão técnica. No entanto, o pedido não foi aceito.

Lance!
Publicidade
Publicidade