8 eventos ao vivo

Reta final do Campeonato Turco adia futuro de Robinho; Santos monitora

5 jun 2020
06h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Robinho quer voltar ao Santos. O Santos quer a volta de Robinho. Mas a negociação pelo retorno do ídolo ao Brasil não é nada fácil.

O primeiro motivo é a indefinição do Basaksehir, da Turquia, atual clube do atacante. A equipe é vice-líder do campeonato local e não pretende decidir o futuro de Robinho agora. Faltam oito rodadas para o fim da competição.

O contrato de Robinho terminaria agora, em junho, mas a Fifa definiu a extensão do contrato até o fim do Nacional por causa da paralisação causada pelo novo coronavírus.

E o segundo motivo é financeiro. Primeiro porque o Santos está proibido de registrar novos jogadores pela Fifa. O motivo é a dívida de cerca de R$ 25 milhões com o Hamburgo, da Alemanha, pela contratação de Cleber Reis em 2017.

E há também um débito de aproximadamente R$ 3 milhões com o próprio Robinho. É preciso quitar essa conta (e a do Hamburgo) para pensar num retorno.

Robinho tem 36 anos e quer disputar outra Libertadores da América pelo Santos.

"Tenho contrato com o Basaksehir e respeito. Vamos terminar o campeonato e espero terminar da melhor forma possível. Futuro a Deus pertence. Tenho carinho enorme, não preciso dizer, pelo Santos. Pela cidade e pelo clube. Gratidão eterna. Através do Santos realizei todos meus sonhos profissionalmente falando. Seleção brasileira e tudo… Jogando de novo ou não, gratidão é eterna. Contrato se estendeu por causa da pandemia. Se eu tiver privilégio de jogar Libertadores de novo, vou dar a vida. Ser campeão paulista, brasileiro e Copa do Brasil é importante, claro. Vou fazer de tudo para ajudar o Santos se eu tiver que jogar no Santos ou não, não sei", disse Robinho, em live no Instagram.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade