PUBLICIDADE

Jogadores do Flamengo não deram bola para título

Nem houve comemoração, mesmo depois de receberem medalhas e troféu

26 abr 2021 09h13
| atualizado às 09h20
ver comentários
Publicidade

A Taça Guanabara era uma das competições mais importantes do País, capaz de levar multidões ao Maracanã. Não foram poucas as vezes que a decisão da TG contou com mais de 100 mil pessoas no estádio. Mesmo esvaziada ultimamente, e agora sem público em razão da pandemia, causou estranheza a forma fria como os jogadores do Flamengo receberam a conquista, obtida no sábado, com a vitória sobre o Volta Redonda por 2 a 1.

Foi bastante discreta a comemoração dos jogadores do Flamengo, após conquista da Taça Guanabara, nesse sábado (24)
Foi bastante discreta a comemoração dos jogadores do Flamengo, após conquista da Taça Guanabara, nesse sábado (24)
Foto: Dhavid Normando / Futura Press

O silêncio das arquibancadas no Maracanã também tomou conta do gramado tão logo a partida foi encerrada e continuou por alguns minutos até a premiação do grupo. A reação de cada jogador ao ganhar a medalha de campeão parecia a de enfado, por ter de esperar os protocolos em campo em vez de seguir logo para o vestiário.

Não houve o tradicional grito de “é campeão!” e poucos foram os que quiseram se deixar fotografar com a taça nas mãos.

Criada em 1965, a Taça Guanabara garantia ao campeão uma vaga na Taça Brasil. A partir de 1972, a disputa começou a valer como o primeiro turno do Carioca. O Flamengo chegou a 23 desses títulos, o que representa a soma das conquistas de Vasco (13) e Fluminense (10). O Botafogo tem oito, América, Volta Redonda e Americano, um cada.

Papo de Arena
Fonte: Silvio Alves Barsetti
Publicidade
Publicidade