1 evento ao vivo

Goulart tem lesão no menisco e pode parar por dois meses

Jogador do Palmeiras terá que passar por uma artroscopia para corrigir o problema

29 abr 2019
16h08
atualizado às 16h59
  • separator
  • 0
  • comentários

Ricardo Goulart passou por exames médicos nesta segunda-feira e teve uma lesão no menisco lateral do joelho direito constatada. Para corrigir o problema, o meia-atacante passará por uma artroscopia e ficará de fora do Palmeiras por cerca de dois meses. O procedimento cirúrgico ainda não tem data para acontecer.

No último domingo, Goulart deixou a goleada para cima do Fortaleza logo aos sete minutos após fazer um giro sobre o próprio joelho, onde chegou a sentir um estalo no local. Na oportunidade, Zé Rafael entrou em seu lugar e comandou o triunfo palmeirense por 4 a 0 com dois gols.

Atacante Ricardo Goulart tem lesão durante partida válida pela primeira rodada do campeonato Brasileiro de 2019, no Allianz Parque
Atacante Ricardo Goulart tem lesão durante partida válida pela primeira rodada do campeonato Brasileiro de 2019, no Allianz Parque
Foto: Leandro Bernardes / Framephoto / Estadão

Antes mesmo de ser contratado pelo Palmeiras, Goulart usou as instalações da Academia de Futebol para tratar um problema de cartilagem no mesmo joelho. A lesão atual, no entanto, não tem ligação com a contusão anterior. Depois de uma longa negociação, o time alviverde acertou o empréstimo do jogador e deu continuidade ao tratamento especial.

Diante desse cenário, Ricardo Goulart pode voltar a jogar pelo Palmeiras apenas depois da Copa América. A última partida dos comandados de Luiz Felipe Scolari antes do torneio continental de seleções, que paralisará as competições nacionais por um mês, está marcado para o dia 13 de junho, diante do Avaí, na Ressacada.

O atleta, inclusive, já havia sido poupado por Felipão no duelo diante do Melgar, na última quinta-feira, pela Copa Libertadores. Na ocasião, ele ficou em São Paulo para cumprir seu cronograma individual, de acordo com o departamento médico.

Após o duelo diante do Fortaleza, o chefe do Núcleo de Saúde e Performance do Palmeiras, Gustavo Magliocca, explicou que as contusões não possuem relação e disse que poderia ter acontecido com qualquer atleta.

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade