1 evento ao vivo

Dudu confessa sentir saudade do Palmeiras, mas revela querer continuar no Catar

4 abr 2021
18h50
atualizado às 18h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O atacante Dudu é um dos principais ídolos do Palmeiras no século XXI. Entre 2015 e 2020, o antigo camisa 7 disputou 305 jogos, marcou 70 gols e conquistou dois Campeonatos Brasileiros e uma Copa do Brasil pelo Alviverde. O jogador de 29 anos ainda tem contrato com o Verdão, mas está emprestado até o fim de junho para o Al Duhail, do Catar.

Dudu, no entanto, não planeja retornar ao Brasil em 2021. Em entrevista ao "Esporte Espetacular", o jogador revelou querer continuar no Catar. Para isso, o Al Duhail precisa exercer a opção de compra do atleta e desembolsar 6 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões).

"Tenho contrato ainda com o Palmeiras, mas eu não posso esconder a minha vontade de continuar aqui. Se o clube me comprar, eu vou, automaticamente, ficar mais dois anos e completar três anos. Então, eu quero ficar aqui, ter esse tempo meu aqui no Catar, no clube aqui. Porque se voltar agora, foi porque eu não fiz um bom trabalho aqui. Não quero sair daqui desse jeito. Quero sair daqui como foi no Palmeiras, pela porta da frente, com as pessoas querendo que eu não tivesse vindo pra cá", disse Dudu.

Mesmo assim, o ídolo garantiu que ainda voltará a vestir a camisa do Palmeiras.

"Espero ficar aqui os três anos, mas o primeiro clube quando eu for voltar (para o Brasil), sem dúvida vai ser o Palmeiras. Não acabei ainda minha história no Palmeiras. Dei uma pausa nela, como eu sempre falo, mas eu vou voltar. Se é agora no meio do ano? Não sei. Se é daqui três anos? Não sei. Mas eu vou voltar para continuar a minha história", afirmou.

Dudu também confessou sentir saudade do Verdão, afirmando que assiste vídeos de sua passagem no clube e da atual equipe. O jogador ainda disse que vai torcer na final da Recopa Sul-Americana, contra o Defensa y Justicia, e da Supercopa do Brasil, contra o Flamengo.

"Muita (saudade). Eu fico vendo vídeos dos meus gols e do time de agora. Eu torço pelos caras, falo com os meninos direto, quase todos os dias. Tem a Recopa e a Supercopa do Brasil ainda. Espero que eles possam ganhar esses dois títulos", contou.

No Al Duhail, Dudu disputou 33 partidas, marcou 12 gols e deu 17 assistências. O desempenho rendeu o prêmio de melhor jogador da Liga do Catar em fevereiro e março.

Por fim, o atacante falou sobre a acusação de agressão à ex-mulher, Mallu Ohanna. Em janeiro, Dudu foi inocentado após inquérito concluído pela delegada Adonilza Lopes de Oliveira, da 9ª Delegacia de Defesa da Mulher.

"Estou tranquilo. Sempre estive tranquilo. Quem conviveu comigo desde as primeiras coisas que falavam, eu estava tranquilo porque sabia que não tinha feito nada, entendeu? E graças a Deus que havia essas câmeras. Pensa se não tivesse aquelas câmeras? Ela iria acabar com a minha carreira praticamente. Não tenho contato, só falo com os meus filhos. A gente fica com saudade, espero que eu continue tendo esse carinho por eles e eles por mim", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade