PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Meu time

Deyverson compara oscilação do Palmeiras com turbulência no avião e afirma: 'Vai ficar de boa'

Atacante foi importante na vitória por 2 a 1 contra o Ceará, pelo Brasileirão

23 out 2021 08h02
| atualizado às 08h02
ver comentários
Publicidade

O Palmeiras viveu momentos de instabilidade da disputa do Brasileirão, mas conseguiu ter um respiro ao vencer as duas últimas partidas, contra Internacional e Ceará. Importante no confronto diante da equipe nordestina, o atacante Deyverson comentou sobre a oscilação do Verdão no passado recente.

Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: Lance!

- Quando você pega um avião não tem turbulência? O Palmeiras estava nessa fase da turbulência. Não tem como estar no clube e não ter turbulência. O avião vai balançar. O Palmeiras estava passando pelas nuvens, vai se estabelecer lá em cima e ficar de boa. A gente sabia que ia passar. O Palmeiras é muito grande, clube de muita história. Sem desrespeitar outras equipes, mas nossa pressão é a mais, por ser campeão em seguida, mas sabia do potencial e capacidade. O grupo está fechado e unido - disse, em entrevista ao SporTV.

Além disso, o atacante citou a gratidão que tem com o Maior Campeão Nacional, clube em que joga desde 2017 e foi campeão brasileiro, anotando o gol que sacramentou a conquista.

- O Palmeiras abriu as portas para mim, não posso ser ingrato. Tenho de ser grato por tudo o que fez por mim, mesmo com alguns torcedores me criticando, falando isso ou aquilo. Não esqueçam que em baixo da camisa do jogador há um ser humano, que tem mãe, pai, esposa, filha, tem família. Se não atingir a gente está atingindo outras pessoas. Nossa família sente.

Por fim, o jogador falou sobre o foco do Verdão para o restante da temporada, com a disputa do campeonato nacional e da final da Libertadores.

- A gente está bem focado para esse final do Brasileiro e também para a final. Faltam alguns dias ainda, estamos focados no Brasileirão e temos um jogo muito importante contra o Sport em casa. Quem jogar, quem entrar cinco ou dez, tem que entrar 100%. No Palmeiras é isso, se não tem habilidade precisa ter vontade. Já falei: "não me cobrem habilidade, me cobrem vontade. Vou sair sangrando pelo Palmeiras como já sai".

Deyverson chegou ao Palmeiras em 2017 e foi campeão brasileiro no ano seguinte. No total, o atacante entrou em campo 130 vezes e anotou 28 gols.

Lance!
Publicidade
Publicidade