PUBLICIDADE

Medicina esportiva e lifestyle na contramão do sedentarismo no Brasil

Especialista dá dicas para profissionais que querem entrar na medicina esportiva e lifestyle

20 jun 2024 - 01h21
(atualizado às 01h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Evento
Evento
Foto: Divulgação / Esporte News Mundo

A medicina esportiva e lifestyle está se destacando no Brasil, impulsionando mudanças significativas no mercado de saúde. Com a crescente demanda por cuidados pessoais, os médicos enfrentam o desafio de se adaptar a um cenário cada vez mais competitivo.

Atualmente, o Brasil conta com 545 mil médicos, e esse número deve mais que dobrar nos próximos anos devido à expansão dos cursos de medicina. Em 1950, eram cerca de 23 mil médicos, representando um aumento superior a 2.000% ao longo das décadas.

Apesar do aumento de profissionais, ainda há muito espaço para crescimento no setor de medicina esportiva e lifestyle.

Seis em cada dez adultos brasileiros não praticam atividades físicas nos níveis recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), aumentando o risco de doenças e sobrecarregando a saúde pública. A OMS recomenda pelo menos 150 minutos semanais de atividade física moderada ou 75 minutos de atividade vigorosa, além de duas sessões semanais de musculação.

Rogério Magalhães, um dos principais mentores na área, enfatiza a importância do empreendedorismo na medicina para aprimorar os resultados dos pacientes, que variam de atletas e influenciadores a pessoas comuns.

Segundo ele, as redes sociais são essenciais para isso. "O médico hoje é visto como autoridade, como especialista, alguém que transmite informações importantes para pacientes que muitas vezes não conseguem marcar uma consulta. Para nós, leigos, a orientação médica pode ser fundamental e até salvar vidas."

Reconhecido por sua expertise em marketing, Rogério Magalhães acredita que os novos profissionais de medicina devem investir em estudos de comunicação, uma área frequentemente negligenciada nas faculdades. Ele também recomenda uma pesquisa aprofundada sobre o nicho escolhido, seja ele esportivo ou geral.

"O médico que está entrando no mercado precisa fazer o dever de casa ainda na faculdade, escolhendo seu posicionamento, especialidade, perfil do cliente, local de atendimento e a jornada do paciente", orienta Magalhães. "Essas informações são cruciais para ingressar no mercado. Para obter resultados superiores, é essencial um planejamento prévio meticuloso", acrescenta.

Esses conceitos serão aprofundados no MedGest Pro, um programa de gestão e empreendedorismo para médicos, cuja edição de 2024 ocorrerá nos dias 28, 29 e 30 de junho. O programa visa ajudar os profissionais a estabelecer suas metas, reduzindo a dependência de plantões e planos de saúde, e construindo sua independência.

O objetivo do MedGest é apoiar os profissionais da medicina a maximizar o impacto e a lucratividade de seus negócios, alinhando esses aspectos ao seu propósito e à qualidade de vida. Esta iniciativa oferece uma oportunidade única para médicos que desejam se destacar e prosperar no competitivo cenário atual da saúde.

Com a orientação de especialistas como Rogério Magalhães e a participação em programas como o MedGest Pro, os médicos têm a chance de transformar suas carreiras, atingindo novos níveis de sucesso e satisfação profissional. O campo da medicina esportiva e lifestyle não só promete crescimento, como também oferece a possibilidade de melhorar significativamente a saúde pública, atendendo à demanda de uma população que ainda precisa incorporar hábitos mais saudáveis em suas rotinas.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade