PUBLICIDADE

Marroquinos enfrentam cancelamentos de voos para o Catar com animação inabalada

A Royal Air Maroc responsabilizou autoridades do Catar pelos cancelamentos, que deixaram os viajantes tristes, mas não diminuíram a festa

14 dez 2022 - 10h47
(atualizado às 10h59)
Compartilhar
Exibir comentários
Torcedores em Trípoli, na Líbia, assistem partida entre Marrocos e Portugal pelas quartas de final da Copa do Mundo do Catar
Torcedores em Trípoli, na Líbia, assistem partida entre Marrocos e Portugal pelas quartas de final da Copa do Mundo do Catar
Foto: Hazem Ahmed

Centenas de torcedores marroquinos desesperados para chegar ao Catar e assistir sua seleção se tornar o primeiro país árabe e africano a jogar uma semifinal de Copa do Mundo não puderam viajar nesta quarta-feira, quando a companhia aérea de Marrocos cancelou vários voos extras.

A Royal Air Maroc (RAM) responsabilizou as autoridades do Catar pelos cancelamentos, que deixaram os viajantes tristes, mas não diminuíram o clima de festa no país do norte da África antes da partida desta quarta-feira contra a França, ex-colonizadora de Marrocos e agora lar de muitos jogadores marroquinos.

Até agora, o sucesso de Marrocos foi comemorado em bares ou cafés de todo o mundo árabe, com os torcedores comemorando suas vitórias contra equipes europeias de alto nível, como Espanha e Portugal, na primeira Copa do Mundo organizada por um país árabe.

Milhares de marroquinos já viajaram para o Catar e outras centenas correram para comprar passagens de última hora, com a RAM prometendo mais passagens em 30 voos extras. Mas uma fonte de uma agência de viagens da RAM disse que apenas 14 voos foram agendados.

"Após as últimas restrições impostas pelas autoridades do Catar, a Royal Air Maroc lamenta informar os clientes sobre o cancelamento de seus voos operados pela Qatar Airways", disse a companhia aérea em comunicado por e-mail.

O escritório de mídia internacional do governo do Catar não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

Youssef Chippo, ex-jogador da seleção marroquina que trabalha no Catar como comentarista do canal de esportes BeIn, disse que os cancelamentos de voos estão ligados à chegada de muitos torcedores a Doha sem ingressos para os jogos.

Torcedores marroquinos já brigaram com a polícia em jogos anteriores no Catar, um país rico, mas pequeno, enquanto milhares de pessoas chegam aos estádios sem ingressos e tentam entrar de qualquer maneira.

No aeroporto de Doha, os torcedores que chegaram de Casablanca durante a noite disseram que esperavam receber os ingressos na chegada com base no que leram nas redes sociais e na imprensa marroquina. Mas eles disseram que não receberam nenhum.

"Noventa e cinco por cento das pessoas no avião não tinham ingressos", disse Mohammed, um torcedor marroquino do lado de fora do estádio Al Janoub, no Catar, onde a partida será realizada, aguardando com sua esposa e três filhos na esperança de receber mais informações.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade