PUBLICIDADE

MMA

Jacaré promete se firmar, mas hesita sobre luta contra Anderson Silva

16 mai 2013 - 14h39
(atualizado às 14h39)
Compartilhar
Exibir comentários
<p>Ronaldo Jacar&eacute; estava no Strikeforce, organiza&ccedil;&atilde;o comprada pelo&nbsp;UFC</p>
Ronaldo Jacaré estava no Strikeforce, organização comprada pelo UFC
Foto: Alexandre Loureiro/UFC / Divulgação

O UFC Jaraguá do Sul vai marcar a estreia de um dos melhores lutadores do Brasil entre os pesos médios (até 84 kg): bicampeão mundial absoluto jiu-jitsu, Ronaldo Jacaré migrou com sucesso para o MMA e estava no Strikeforce, organização que foi comprada pelo Ultimate Fighting Championship (UFC). Agora ele fará sua primeira apresentação na entidade e promete dar show. Mas hesita quando o assunto é buscar o cinturão - ele é amigo de Anderson Silva, o atual campeão da categoria, e por isso não pretende enfrentá-lo.

Nesta quinta-feira, Jacaré confessou que precisou fazer mudanças em seu estilo de luta por causa da estreia no UFC: "meu estilo tem que melhorar, tenho que mudar sempre, ficar em evolução. Vou dar meu melhor, representar o Ultimate e mostrar que eu vim do Strikeforce para ficar e que essa é minha nova casa", prometeu o brasileiro, que enfrentará o americano Chris Camozzi neste sábado.

O adversário de Jacaré foi mudado às pressas. Ele iria enfrentar um top 10 dos pesos médios, Costa Philippou, que se lesionou. Camozzi então aceitou mudar seu combate também - antes enfrentaria Cezar Mutante, que se lesionou, e Rafael Natal, que aceitou ser o substituto. Toda essa confusão atrapalhou a preparação dos lutadores, que relataram as mudanças feitas durantes os treinos.

"Vou pegar um adversário mais alto, então tive que mudar a direção do meu soco, vai ter que ser mais para cima. E o Camozzi chuta mais também", contou Jacaré. Já o americano teve ainda mais dificuldades: "eu tive várias mudanças para esse card, então alterei bastante meu 'camp' (período de treinos antes de uma luta marcada). Eu foquei nos socos, na luta em pé, mas tenho outras possibilidades também, porque ele é um grande oponente, um grande desafio".

Anderson Silva?

Se impressionar no UFC com pelo menos duas vitórias seguidas, é provável que Jacaré fique credenciado a lutar pelo título dos pesos médios. O problema é que atualmente esse cinturão pertence a Anderson Silva, companheiro de treino e amigo pessoal de Jacaré. Questionado se enfrentaria o colega, o estreante no UFC hesitou.

"Nunca falei que enfrentaria o Anderson. Nós treinamos no mesmo time e acredito que isso vai ficar a cargo dos nossos treinadores. Sou apenas um lutador e trabalho para o Ultimate. Não estou credenciado ao título agora, espero estar um dia e vou fazer meu trabalho", afirmou, sem deixar claro toparia ou não encarar o "Aranha".

Anderson Silva vai colocar o cinturão dos pesos médios em disputa no UFC 162, em julho, contra o americano Chris Weidman. Caso o campeão perca, o caminho ficará mais fácil para que Jacaré se torne um desafiante ao título dos pesos médios futuramente.

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade