PUBLICIDADE

Brasil tem 14 judocas classificados para última competição antes da Olimpíada

Após o Grand Slam de Almaty, a Federação Internacional de Judô (FIJ) atualizou o ranking mundial de todas as categorias e definiu os judocas classificados para a disputa do World Masters de Guadalajara, no México, que reúne os 16 melhores ranqueados de cada categoria. Esta será última competição antes da Olimpíada do Rio de […]

16 mai 2016 20h12
ver comentários
Publicidade

Após o Grand Slam de Almaty, a Federação Internacional de Judô (FIJ) atualizou o ranking mundial de todas as categorias e definiu os judocas classificados para a disputa do World Masters de Guadalajara, no México, que reúne os 16 melhores ranqueados de cada categoria. Esta será última competição antes da Olimpíada do Rio de Janeiro e o Brasil terá 16 representantes.

“É uma competição muito estratégica para os nossos atletas. Tanto para aqueles que estão ainda brigando ponto a ponto por uma vaga olímpica, quanto para aqueles que buscam ser cabeças-de-chave nos Jogos. O Masters será também nosso último grande laboratório de observação em todas as áreas, desde atletas até a comissão técnica. Esperamos que tudo corra bem”, disse Ney Wilson, gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Dentre os 14 representantes brasileiros no World Masters, oito são mulheres. A equipe feminina conseguiu vaga em todas as faixas de peso e vai forte para a disputa. Sarah Menezes (48kg), número 4 do mundo, Érika Miranda (52kg), número 3 do mundo, Rafaela Silva (57kg), 12ª do ranking, Maria Portela (70kg), em 15º, Mayra Aguiar (78kg), número 4, e Maria Suelen Altheman (+78kg), 14ª colocada, além de Nathália Brígida (48kg) e Mariana Silva (63kg), convidadas pela FIJ devido às desistências em suas respectivas categorias, lutarão em Guadalajara.

No masculino, os brasileiros estarão presentes em cinco das sete categorias possíveis. A seleção terá dois judocas no peso-ligeiro, Eric Takabatake (12º) e Felipe Kitadai (13º), e dois no peso-pesado, David Moura (9º) e Rafael Silva (7º). Sexto do ranking no meio-médio, Victor Penalber também se classificou, assim como Tiago Camilo (90kg). O meio-leve Charles Chibana (66kg) garantiu vaga no World Masters, mas não disputará o torneio.

“Nós optamos por poupar o Chibana dessa competição por uma estratégia de intensificar os treinamentos dele com foco já nos Jogos Olímpicos”, explicou Ney Wilson.

Nesta segunda-feira, a seleção brasileira de judô começou a fase final de preparação para o World Masters, em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, onde ficará em treinamento até a próxima sexta-feira. A delegação parte para o México nos dias 24 e 25 de maio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade