PUBLICIDADE

Brasil estreia no Grand Prix de Almaty com uma medalha de bronze

Dois judocas brasileiros representaram o Brasil no Grand Prix de Almaty na madrugada desta sexta-feira. No Cazaquistão, a representante do peso ligeiro (48kg), Nathália Brígida, garantiu a primeira medalha do Brasil na competição. Após cair nas quartas de final, a brasileira conquistou o bronze pela chave de repescagem. Número 17 do ranking mundial em sua […]

13 mai 2016 09h25
ver comentários
Publicidade

Dois judocas brasileiros representaram o Brasil no Grand Prix de Almaty na madrugada desta sexta-feira. No Cazaquistão, a representante do peso ligeiro (48kg), Nathália Brígida, garantiu a primeira medalha do Brasil na competição. Após cair nas quartas de final, a brasileira conquistou o bronze pela chave de repescagem.

Número 17 do ranking mundial em sua categoria, Brígida somou 120 pontos com o bronze e momentaneamente havia se garantido entre as 16 primeiras atletas do mundo, posição que a convocaria para o World Masters de Guadalajara, competição mais importante antes dos Jogos Olímpicos. Para sua infelicidade, a brasileira perdeu nas quartas justamente para sua concorrente direta, a ucraniana Maryna Cherniak. Ainda havia possibilidade da brasileira conquistar a 16ª colocação, mas Cherniak, que havia perdido na semifinal, venceu a disputa de terceiro lugar e também somou os 120 pontos. Com 23 anos, Nathália é grande nome para os Jogos de 2020.

Atual campeão do Pan-Americano de Havana e bronze nas Olimpíadas de Londres, Felipe Kitadai não foi bem em Almaty. Após vencer o atleta saudita Eisa Majrashi por ippon na estreia, Kitadai perdeu, também pela pontuação máxima, para o quirguiz Otar Bestarv nas oitavas de final e ficou fora das disputas por medalha. Na 13ª colocação do ranking mundial, o brasileiro dificilmente fica fora dos 16 convocados para o World Masters.

Ketleyn Quadros (63kg) e Leandro Guilheiro (81kg), ambos medalhistas olímpicos, estreiam no tatame cazaque neste sábado. A brasileira enfrenta Leilani Akiyama, dos Estados Unidos, em sua estreia, enquanto o meio-médio espera o vencedor entre Samuel Kwitonda, do Burundi, e Konstantins Ovchinnikovs, da Letônia.

No último dia de competição, mais dois brasileiros representam o Brasil. Eduardo Bettoni (90kg) vai enfrentar quem vencer o confronto entre Dilshod Shoriev, do Uzbequistão, e o atleta da casa Samat Yessen. No meio-pesado, Rafael Buzacarini (100kg) luta contra o paquistanês Hussain Shah Shah.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade