0

Zagueiro do Guarani discute com torcedor e segurança precisa intervir

Ferreira discutiu com torcedores que protestavam contra a má fase do Bugre, que é o 18º colocado da Série B do Brasileiro. Zagueiro precisou ser contido por segurança do clube

17 jul 2019
15h00
  • separator
  • 0
  • comentários

A má fase do Guarani na Série B do Brasileiro teve mais um episódio na tarde da última terça-feira. Depois do escritório do presidente Palmeron Mendes Filho ser pichado com ameaças de morte, o zagueiro Ferreira bateu boca com torcedores que protestava no Brinco de Ouro. O jogador precisou até ser contido por um segurança do clube para que a discussão não piorasse.

Ferreira disse que "se mata" pela camisa (Foto: Reprodução)
Ferreira disse que "se mata" pela camisa (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

Torcedores do Bugre foram até o estádio para protestar pela situação do time, que ocupa a 18º colocação na Série B, com apenas cinco pontos em nove partidas disputadas. Mas a conversa, que começou com pedidos de "raça" e para os jogadores "honrarem a camisa", acabou esquentado quando Ferreira se defendeu das críticas e começou a discutir com um torcedor.

Ferreira disse ao torcedor que "se mata por essa camisa". Ao ouvir o torcedor discordando da afirmação, a discussão ficou mais acalorada e o zagueiro precisou ser contido por um segurança do Guarani para evitar que algo mais grave acontecesse.

O Guarani volta a jogar no próximo sábado, às 19h, quando visita o Botafogo-SP, pela 10º rodada da Série B do Brasileiro.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade