2 eventos ao vivo

Yelena Isinbayeva deixará comando de órgão de antidoping russo

O anúncio foi feito pelo vice-primeiro ministro do país; O substituto para o cargo da atleta na Rusada ainda não foi escolhido

19 mai 2017
15h29
  • separator
  • comentários

O vice-primeiro ministro da Rússia, Vitaly Mutko, confirmou, nesta sexta-feira, que a atleta Yelena Isinbayeva deixará o comando da Agência Russa Antidoping (Rusada, em inglês), principal órgão de antidoping do país. Mutko, também responsável pelo esporte russo, afirmou que houve conflito de interesses. O anuncio do político só ocorreu um dia após a Agência Mundial Antidoping (Wada, em inglês), anunciar que a russa sairá do cargo até o final deste mês. O substituto ainda não foi escolhido.

À agencia russa "R-Sport", o vice-primeiro ministro afimou que Isinbayava vai 'obviamente deixar o posto de presidente do conselho do órgão'.

A russa assumiu o cargo em dezembro do do ano passado, sendo reeleita em março. Isinbayeva era crítica a Wada, alegando perseguição ao esporte russo. A atleta de 34 anos não participou da Rio-2016 devido ao escândalo de doping envolvendo seu país.

Na época, a saltadora afirmou que a exclusão do atletismo russo dos Jogos Olímpicos de 'violação dos direitos humanos' e classificou a investigação de doping no esporte russo como 'complô' e cobrou que os supostos denunciantes fossem banidos do esporte.

Quando foi reeleita, Isinbayeva prometeu 'defender nossos atletas', assim como seguir o programa liderado pela Wada. Mesmo assim, tanto a entidade quanto Mutko apontam conflito de interesses que culminará na saída da esportista.

Isinbayeva não participou da Rio-2016
Isinbayeva não participou da Rio-2016
Foto: LANCE!
LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade