0

WSL cancela 2ª etapa do Mundial de surfe devido à pandemia

Aumento de casos de covid-19 na Califórnia causou cancelamento de Sunset Beach; Terceira etapa, em Santa Cruz, é adiada

6 jan 2021
00h41
atualizado às 07h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Liga Mundial de Surfe (WSL) confirmou nesta terça-feira o cancelamento da etapa de Sunset Beach, no Havaí, devido à situação da pandemia de Covid-19 na região, sobretudo na Califórnia. A decisão foi tomada após o Departamento de Turismo e Desenvolvimento Econômico do Havaí determinar a suspensão de todas as competições da modalidade. O terceiro evento do calendário, em Santa Cruz, será adiado, mas a data ainda não foi definida. Uma disputa em ondas grandes, que aconteceria em Jaws, também foi descartada.

Gabriel Medina em ação em Pipeline. Etapas no Havaí estão suspensas devido à pandemia (Foto: Divulgação/WSL)
Gabriel Medina em ação em Pipeline. Etapas no Havaí estão suspensas devido à pandemia (Foto: Divulgação/WSL)
Foto: LANCE!

"Como resultado da suspensão do Havaí de todas as competições de surfe até um novo aviso, o evento do Championship Tour (CT), Sunset Open - agendado para 19 a 28 de janeiro de 2021 - e o Big Wave Jaws Championship Pe'ahi foram cancelados. A World Surf League (WSL) também decidiu adiar o CT Santa Cruz Pro, que estava marcado para 2 a 12 de fevereiro de 2021", escreveu a WSL.

"A decisão baseia-se principalmente no aumento de casos covid-19 na Califórnia. O adiamento também é fortemente influenciado pelo tempo que nossos atletas ficaram longe de casa e pelas complexidades das viagens internacionais durante esta pandemia, o que causaria desafios logísticos significativos para atletas e funcionários viajarem para casa e retornarem à Califórnia para o evento", explicou a entidade.

A primeira etapa da temporada de 2021 foi realizada em dezembro, em Pipeline, no Havaí, e teve como campeões o havaiano John John Florence, que derrotou Gabriel Medina na final, e a australiana Tyler Wright. Apesar de o evento ter ocorrido sem transtornos, o crescimento do número de casos na ilha ligou o alerta das autoridades. Os brasileiros da elite comemoraram a decisão da WSL.

- Diante da situação que estamos vivendo, acho que foi uma decisão boa, pensando na segurança de todos. Todos os dias aqui vemos recordes (de casos) na Califórnia. A situação está bem crítica e eles resolveram cancelar todos os eventos que causariam aglomeração no Havaí. Temos de manter o foco, seguir as recomendações da OMS e ir surfando quando pudermos, para estarmos 100% preparados assim que for possível retornar - afirmou Filipe Toledo.

"O Governo do Havaí tomou a decisão que eles precisavam em proteção de uma comunidade, pois muitas pessoas perderam/perdem familiares com esse vírus. Cabe a nós ter fé na cura que está breve e aguardar melhores dias", escreveu Italo Ferreira em suas redes sociais.

Veja também:

Flamengo encostou no Palmeiras! Confira o ranking de maiores campeões nacionais do Brasil
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade