1 evento ao vivo

Vasco paga salário de novembro aos funcionários e primeira parcela do 13º de jogadores

Clube cumpriu a promessa que havia feito na última quarta-feira e aliviou um pouco os problemas financeiros. O mês de janeiro vence nesta quinta

20 fev 2020
15h05
atualizado às 16h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O Vasco pagou, nesta quinta-feira, o mês de novembro aos funcionários que recebem acima de R$ 1.800, além de dezembro para aqueles que ganham abaixo deste valor. Os jogadores receberam a primeira parcela do 13º. Na última noite, em campo, a equipe garantiu a vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana, após empate por 0 a 0 com o Oriente Petrolero (BOL), em Santa Cruz de la Sierra.

Vasco acertou uma parte dos pagamentos aos jogadores (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco da Gama)
Vasco acertou uma parte dos pagamentos aos jogadores (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco da Gama)
Foto: Lance!

Com isso, o clube cumpre a promessa feita na última quarta-feira, quando profissionais de limpeza, segurança e professores fizeram uma paralisação em forma de protesto.

O pagamento foi feito com a antecipação integral do contrato de patrocínio da Havan, um valor em torno de R$ 3 milhões. Clube e empresa assinaram no início de janeiro por um ano. A loja estampa as mangas do uniforme vascaíno do time profissional e do sub-20.

Atualmente, a dívida é a seguinte: dezembro, férias e a segunda parcela do 13º para jogadores (alguns ainda tem direitos de imagem). Dezembro, férias e 13º para funcionários acima de R$ 1.800 e férias, e 13º para quem recebe menos. O dia 20 marca também o limite para que o mês de janeiro não fique em atraso, por acordo interno.

O Vasco convive com atrasos salariais há algum tempo. No fim de 2019, houve uma promessa da diretoria para quitar todas as dívidas antes do Natal, o que não foi cumprido. A situação financeira delicada tem reflexos dentro e fora do campo. Muitos funcionários enfrentam situação delicada por conta da falta de pagamentos, passando necessidades.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade