0

Vasco envia ofício à CBF discordando de antecipação de jogo

Clube repudia a alteração na partida por não ter sido consultado previamente. Eurico Miranda diz em comunicado que PM mais uma vez prejudicou o Cruz-Maltino

31 ago 2017
07h28
atualizado às 08h45
  • separator
  • comentários

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, emitiu um ofício à CBF informando que o clube não concorda com a antecipação da partida contra o Grêmio, pela 23ª rodada do Brasileirão. A alteração da partida, que passou do dia 10 de setembro, às 16h, para o dia 9, às 18h, foi feita pela CBF na última quarta-feira.

Eurico Miranda emitiu ofícios para a CBF e Ferj por conta da alteração no jogo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Eurico Miranda emitiu ofícios para a CBF e Ferj por conta da alteração no jogo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Foto: LANCE!

- O Clube de Regatas Vasco da Gama informa que não concorda com a transferência da partida contra o Grêmio para o sábado, dia 09 de setembro, já que estava marcada na tabela para o dia 10, por não ter sido consultado previamente - diz o ofício do Cruz-Maltino.

O motivado dado pela CBF para adiantar a partida é segurança. Segundo a entidade, o objetivo é evitar conflito entre torcidas com o clássico entre Botafogo e Flamengo, programado para o dia 10 de setembro.

Por conta da justificativa para o adiantamento da partida, Eurico Miranda disse que a Polícia Militar do Rio de Janeiro prejudicou o Cruz-Maltino mais uma vez. Em ofício enviado à Ferj, o mandatário vascaíno diz que em nenhum momento a PM levou em consideração que a partida contra o Tricolor gaúcho seria realizada com portões fechados.

O jogo contra o Grêmio segue com local indefinido. O Cruz-Maltino ainda tenta mandar a partida em São Januário, sem a presença da torcida, por conta da punição do STJD. Para isso, o clube precisa derrubar na Justiça comum a interdição de 180 que foi imposta ao estádio após a confusão no clássico contra o Flamengo.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade