PUBLICIDADE

'Temos de fazer dois jogos muito bons para estar na final', diz Zidane antes de duelo contra o Chelsea

Técnico do Real Madrid projeta jogo difícil contra a equipe da Inglaterra, não acredita que os Blues jogarão recuados e não teme represália da Uefa por conta da Superliga Europeia

26 abr 2021 14h28
| atualizado às 14h28
ver comentários
Publicidade

O Real Madrid está pronto para encarar o Chelsea pelo jogo de ida das semifinais da Champions League, nesta terça-feira. E antes da partida, o time merengue encerrou a preparação para o duelo com os ingleses. Em entrevista coletiva, o técnico Zinédine Zidane afirmou que os Blancos terão de jogar muito para chegar à decisão.

Zidane vai em busca de mais uma Champions League (Foto: Divulgação / Site oficial do Real Madrid)
Zidane vai em busca de mais uma Champions League (Foto: Divulgação / Site oficial do Real Madrid)
Foto: Lance!

- Vão ser duas equipes com experiência em todas as competições e temos de fazer dois jogos muito bons para passar e estar na final. Nos preparamos para isso e vamos competir do primeiro ao último minuto. É uma semifinal e vai ser complicado. É o jogo mais difícil e excitante porque é o próximo. A Champions é muito especial e vamos conscientes da importância de uma semifinal de Champions. Estamos bem preparados e queremos fazer um bom jogo - disse.

A respeito do Chelsea, Zizou elogiou a equipe da Thomas Tuchel e projetou que os Blues não deverão jogar fechados. Para o técnico francês, o adversário desta terça é "uma equipe completa".

- Não me parece que o Chelsea venha jogar fechado. É uma equipe completa, que ataca e defende bem. É uma equipe que fez o seu trabalho na Champions e, tal como nós, está aqui merecidamente. Nós teremos de defender bem e na hora de criar oportunidades temos de apresentar a nossa melhor versão e sermos eficazes para causar problemas ao Chelsea - seguiu.

Antes de finalizar, Zidane foi questionado a respeito de uma possível punição por conta da Superliga Europeia para a próxima temporada e também se teme algum tipo de represália com a arbitragem da Uefa.

- É um absurdo pensar que não iremos estar na Champions no próximo ano. Relativamente a isso está tudo dito. Fala-se muito desse assunto (arbitragem), mas estamos focados no jogo de amanhã. Quanto àquilo que não podemos controlar, sabemos que é motivo de conversa. Nós queremos ver o Real Madrid na próxima Champions - concluiu.

Lance!
Publicidade
Publicidade