0

São Paulo amplia corte salarial de funcionários para 50%

Tricolor decidiu mudar de 25 para 50% a redução dos salários dos funcionários do clube nesta sexta-feira por conta da pandemia do coronavírus

29 mai 2020
17h52
atualizado às 18h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O São Paulo decidiu ampliar de 25% para 50% o corte salarial destinado aos funcionários do clube por conta da pandemia do novo coronavírus. O corte começou em maio, com 25%, e será dobrado em junho e julho.

Medida afeta funcionários e não atletas, que entraram em outro tipo de acordo (Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Medida afeta funcionários e não atletas, que entraram em outro tipo de acordo (Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Foto: Lance!

O clube se baseou na Medida Provisória do Governo Federal, que reembolsa parte do valor cortado aos trabalhadores. Isso também garante estabilidade aos funcionários, após a normalização, por período equivalente ao do corte. Por exemplo: quem tiver os vencimentos reduzidos por três meses não poderá ser demitido pelos três meses seguintes. O Tricolor ainda manteve os benefícios e deixou aberta a possibilidade de retomar o pagamento integral antes de julho, a depender da entrada de receitas.

Vale lembrar que esse acordo não engloba os atletas do profissional e de nenhuma outra modalidade. Os jogadores do time principal tiveram a suspensão de 50% dos vencimentos no início da quarentena provocada pela Covid-19, além do congelamento dos direitos de imagem.

No início do isolamento social e com a paralisação de campeonatos e treinos presenciais, o Tricolor teve algumas dificuldades no começo da negociação com os atletas. No momento, a promessa é de que os valores que ficarem pendentes sejam pagos de forma parcelada no futuro.

Veja também:

Editor do L! projeta duelos decisivos no Carioca e futebol europeu
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade