3 eventos ao vivo

Santos tem expulsão no 1º e segura empate com Ceará na Vila

Lucas Veríssimo foi expulso no fim do primeiro tempo, mas partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil terminou 0 a 0

28 out 2020
17h57
atualizado às 18h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, Santos e Ceará empataram em 0 a 0, na Vila Belmiro, na tarde desta quarta-feira (28).

O destaque do jogo ficou para a expulsão do zagueiro Lucas Veríssimo, aos 45 minutos do primeiro tempo, com o auxílio do VAR, após dividida com Rafael Sóbis, em que o defensor santista acabou acertando com as travas da chuteira a cabeça do atacante cearense.

Lucas Veríssimo deixou o Santos com um jogador a menos ainda no primeiro tempo
Lucas Veríssimo deixou o Santos com um jogador a menos ainda no primeiro tempo
Foto: Jota Erre/Agência O Dia / Estadão

Primeiro tempo ruim

Nos primeiros minutos de jogo, o Santos deu indícios de que poderia ir para cima. O time de Cuca avançou as suas linhas ofensivas e concentrava as suas jogadas no campo de ataque. No entanto, o Ceará logo neutralizou as subidas do time da casa e passou a trocar passes na sua zona ofensiva, o problema é que ambas as equipes não criavam situações claras de gol.

Do lado santista, apenas um chute da entrada da grande área de Marinho, pela ponta direita, que tirou tinta da trave, logo aos seis minutos, e outro aos 30 minutos, quando os cearenses já eram melhores, em uma escapada de Soteldo, que fez boa jogada individual e obrigou Fernando Prass fazer boa defesa.

O Ceará também aprontou apenas duas vezes na etapa inicial, mas sem tirar o zero do placar. Em uma entrada livre e chute cruzado para fora no lado direito de ataque no primeiro quarto do jogo, e já no fim do primeiro tempo com Vina obrigando João Paulo a fazer boa defesa em chute de fora da área no canto esquerdo.

Expulsão de Veríssimo

Aos 45 minutos do primeiro tempo, o zagueiro Lucas Veríssimo, que iniciou a partida como capitão do Santos, foi expulso de campo, após levantar demais o pé e acertar a cabeça do atacante Rafael Sóbis com a trava da chuteira. Inicialmente o defensor santista recebeu amarelo, que se tornou vermelho após consulta ao VAR.

Rafael Sóbis sangra muito na cabeça após jogada que culminou na expulsão de santista
Rafael Sóbis sangra muito na cabeça após jogada que culminou na expulsão de santista
Foto: Antônio Cícero/Photopress / Estadão

Santos volta melhor

Mesmo com um a menos, o Santos voltou se impondo mais ao ataque na segunda etapa, inclusive criando mais oportunidades do que todo o primeiro tempo. Com dois chutes da entrada da área, Marinho fez Fernando Prass trabalhar. Enquanto isso, Soteldo estava afim de jogo, correndo bastante, se apresentando pro jogo e criando oportunidades principalmente pelas beiradas.

Ceará responde

Após as entradas de Lima e Rick, aos 17 minutos do segundo tempo, o Ceará voltou a incomodar o Santos. O time cearense passou a concentrar as suas jogadas no campo de ataque, trocar passes ofensivos e levou perigo ao gol e João Paulo em duas oportunidades seguidas.

Aos 26 minutos do segundo tempo, Rick recebeu lançamento em profundidade, dominou e tocou na saída do goleiro João Paulo. Mas no ato do domínio, o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães já apitava impedindo a conclusão, entendendo que a bola havia sido ajeitada com o braço antes do chute. Os jogadores cearenses reclamaram bastante, mas o árbitro não recorreu ao monitor do VAR para confirmação da anulação e manteve a sua decisão nas quatro linhas.

SANTOS 0 x 0 CEARÁ

FICHA TÉCNICA

Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)

Data e horário: 28 de outubro de 2020, às 16h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Faria (RJ)

Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Renda/Público: Portões fechados

Cartões amarelos: Marinho e Jean Mota (Santos); Charles e Fabinho (Ceará)

Cartão vermelho: Lucas Veríssimo (Santos)

SANTOS: João Paulo; Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson (Sandry, 25'/2T), Diego Pituca e Jean Mota (Luiz Felipe, intervalo); Lucas Braga (Tailson, 32'/2T), Marinho e Soteldo (Arthur Gomes, 32'/2T). Técnico: Cuca.

CEARÁ: Fernando Prass; Eduardo, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho e Charles (Lima, 17'/2T); Vina, Fernando Sobra) (Wescley, 43'/2T) e Léo Chú (Rick, 17'/2T); Rafael Sóbis (Mateus, 32'/2T). Técnico: Guto Ferreira.

Veja também:

Veja quanto seu clube arrecadou com ST e bilheteria nesta década
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade